pt-pten +351 21 845 26 89 / 90 geral@papa-leguas.com
+351 21 845 26 89 / 90 geral@papa-leguas.com

À descoberta da Albânia com Carla Henriques

(6 Avaliações)
Desde 1.790
Voos não incluídos
Quarto individual
250
Disponibilidade
Início
Fim
Estado
Sábado10 Ago, 2024
Domingo18 Ago, 2024
disponivel1.790,0
Inscreva-se
Pergunte-nos
Pagar um sinal de 30% por viagem
Condições Particulares Condições Gerais
mulher sob rocha observa montanhas rodeadas de arvores e nuvens na albania

À descoberta da Albânia com Carla Henriques


Condições Gerais

O presente programa / catálogo online é o documento informativo no qual se inserem as presentes condições gerais, dele fazendo parte integrante e que constituem, na ausência de documento autónomo o contrato de viagem.
 
A presente informação é vinculativa para a agência salvo alguma das presentes condições:
  1. Se as alterações nas seguintes condições tenham sido comunicadas claramente por escrito ao cliente antes da celebração do contrato e as mesmas estejam devidamente previstas no programa;
  2. Quaisquer alterações posteriores à celebração do contrato dependem de acordo prévio das partes, salvo o previsto na cláusula “impossibilidade de cumprimento”.
As presentes condições gerais obedecem ao disposto no Decreto-lei 61/2011 de 06 de Maio, com a alteração que foi introduzida pelo Decreto-lei 199/2012 de 24 de Agosto.
 
As Condições Gerais cujo objeto seja uma viagem organizada constante do presente programa e as condições particulares que constam da documentação de viagem facultada ao cliente no momento de reserva da viagem consubstanciam o contrato de viagem que vincula as partes.

1. ORGANIZAÇÃO

A organização técnica e venda das viagens incluídas no presente site é da responsabilidade da Papa-Léguas, agência de viagens e turismo Lda, com sede na Rua Manuel Assunção Mestre, nº22,  7780-199 Castro Verde, matriculada na conservatoria do Registo Comercial de Lisboa e com Contribuinte Fiscal nº 504163590, com o capital social realizado de 99.759,60€ (noventa e nove mil, setecentos e cinquenta e nove euros e sessenta cêntimos), e com o registo  RNAVT nº 2275 e RNAAT nº 67/2014.

2. INSCRIÇÕES

No acto da inscrição o cliente deverá depositar 30 % do preço do serviço num prazo não superior a 48 horas após a reserva, liquidando os restantes 70% até 31 dias antes do início do serviço, salvo norma contraditória constante nas condições particulares da viagem em que se inscreve. Se a inscrição tiver lugar a 31 dias ou menos da data do início do serviço, o preço total do mesmo deverá ser paga no acto da inscrição. A Papa-Léguas, agência de viagens e turismo Lda reserva-se o direito de anular qualquer inscrição cujo pagamento não tenha sido efectuado nas condições acima mencionadas. As reservas encontram-se condicionadas à obtenção da parte dos fornecedores da confirmação de todos os serviços.

Os preços das viagens são apresentados por pessoa e tendo por base a ocupação em quarto partilhado por duas pessoas. A agência organizadora agrupará aos pares, por sexo, e por ordem cronológica de inscrição os Clientes que se inscreverem individualmente para a mesma viagem. O Cliente que ficar isolado deverá pagar o suplemento individual respetivo, sempre que exigido pelo prestador de serviços.

INFORMAÇÃO AO ABRIGO DA LEI N.º 144/2015 DE 8 DE SETEMBRO:

Nos termos da Lei n.º 144/2015 de 8 de Setembro informamos que o Cliente poderá recorrer às seguintes Entidades de Resolução Alternativa de Litígios de Consumo:

i) Provedor do Cliente das Agências de Viagens e Turismo in www.provedorapavt.com;

ii) Comissão Arbitral do Turismo de Portugal in www.turismodeportugal.pt

iii) ou a qualquer uma das entidades devidamente indicadas na lista disponibilizada pela Direcção Geral
do Consumidor in http://www.consumidor.pt cuja consulta desde já aconselhamos.

3. RECLAMAÇÕES

As reclamações apenas poderão ser consideradas desde que apresentadas por escrito à agência no prazo máximo de 30 dias após o termo da prestação dos serviços.

Em caso de reclamação por incumprimento dos serviços contratados poderá o cliente accionar o Fundo de Garantia de viagens e Turismo previsto nos termos no DL 61/2011 de 06 de Maio na sua redacção actual, devendo para isso apresentar a respectiva reclamação:

i) Junto do Provedor do Cliente pois a Papa-Léguas, agência de viagens e turismo Lda. é aderente ao Provedor do Cliente das Agências de Viagens e Turismo in www.provedorapavt.com. Para usufruir deste serviço deverá no prazo de 20 dias úteis após o fim da viagem apresentar a sua reclamação por escrito. As agências estão vinculadas ao pontual cumprimento da decisão que venha a ser emitida por tal entidade.

ii) Junto do Turismo de Portugal I.P in www.turismodeportugal.pt no prazo de 30 dias após : (i) o termo da viagem; (ii) o cancelamento da viagem imputável à agência; (iii) a data de conhecimento da impossibilidade da sua realização por facto imputável à agência; (iv) o encerramento do estabelecimento.

iii) Junto de qualquer uma das entidades constantes do site da Direcção Geral do Consumidor in http://www.consumidor.pt

4. BAGAGEM

1) A agência é responsável pela bagagem nos termos legais;

2) O cliente tem obrigação de reclamar junto da entidade prestadora dos serviços no momento de subtracção, deterioração ou destruição de bagagem.

3) No transporte internacional, em caso de dano na bagagem, a reclamação deverá ser feita por escrito ao transportador imediatamente após a verificação do dano, e no máximo 7 dias a contar da sua entrega. Estando em caso o mero atraso na entrega da bagagem a reclamação deverá ser feita dentro de 21 dias a contar da data de entrega da mesma.

4) A apresentação de tal reclamação será fundamento essencial para o accionamento da responsabilidade da Papa-Léguas, agência de viagens e turismo Lda sobre a entidade prestadora do serviço.

5. LIMITES

A responsabilidade da agência terá como limite o montante máximo exigível às entidades prestadoras dos serviços, nos termos da Convenção de Montreal, de 28 de Maio de 1999, sobre Transporte Aéreo Internacional, e da Convenção de Berna, de 1961, sobre Transporte Ferroviário.

No que concerne aos transportes marítimos, a responsabilidade das agências de viagens, relativamente aos seus clientes, pela prestação de serviços de transporte, ou alojamento, quando for caso disso, por empresas de transportes marítimos, no caso de danos resultantes de dolo ou negligência destas, terá como limites os seguintes montantes:

a) € 441.436, em caso de morte ou danos corporais;

b) € 7.881, em caso de perda total ou parcial de bagagem ou da sua danificação;

c) € 31.424, em caso de perda de veículo automóvel, incluindo a bagagem nele contida;

d) € 10.375, em caso de perda de bagagem, acompanhada ou não, contida em veículo automóvel;

e) € 1.097, por danos na bagagem, em resultado da danificação do veículo automóvel.

Quando exista, a responsabilidade das agências de viagens e turismo pela deterioração, destruição e subtracção de bagagens ou outros artigos, em estabelecimentos de alojamento turístico, enquanto o cliente aí se encontrar alojado, tem como limites:

a) € 1.397, globalmente;

b) € 449 por artigo;

c) O valor declarado pelo cliente, quanto aos artigos depositados à guarda do estabelecimento de alojamento turístico.

A responsabilidade da agência por danos não corporais poderá ser contratualmente limitada ao valor correspondente a cinco vezes o preço do serviço vendido.

6. DESPESAS DE RESERVA

Por cada reserva serão cobradas as seguintes verbas:

Despesas de Reserva :

  • Portugal: 30€ (trinta euros);
  • Restantes Países: 50€ (cinquenta euros).

(valores não reembolsáveis)

Despesas de Alterações:

Por cada alteração (nomes, datas, tipo de apartamento ou quarto, viagem, etc) : 50€ (cinquenta euros). Salientamos que a aceitação de tais alterações depende de aceitação por parte dos respectivos fornecedores

7. DOCUMENTAÇÃO

O cliente deverá possuir em boa ordem a sua documentação pessoal ou familiar, (bilhete de identidade, documentação militar, autorização para menores, vistos, certificado de vacinas e outros eventualmente exigidos). A agência declina qualquer responsabilidade pela recusa de concessão de vistos ou a não permissão de entrada ao cliente em país estrangeiro; sendo ainda da conta do cliente todo e qualquer custo que tal situação acarretar.

Viagens na União Europeia:

  • Os clientes (independente da idade) que se desloquem dentro da União Europeia deverão ser possuidores do respectivo documento de identificação civil (passaporte; B.I, Cartão do Cidadão);
  • Para obtenção de assistência médica devem ser portadores do respectivo Cartão Europeu do Seguro de Doença ;
  • Os nacionais de países não comunitários devem consultar informação específica quanto à documentação necessária para realização de viagem junto das embaixadas/ consulados dos países de origem.

Viagens fora da União Europeia:

  • Os clientes (independente da idade) que se desloquem deverão ser possuidores do respectivo documento de identificação civil (passaporte) bem como do visto se necessário (obtenha tal informação junto da agência no momento da reserva) ;
  • Os nacionais de países não comunitários devem consultar informação específica quanto à documentação necessária para realização de viagem junto das embaixadas/ consulados dos países de origem.
8. MUDANÇAS

Caso os fornecedores da viagem em causa permitam, sempre que um cliente, inscrito para uma determinada viagem, desejar mudar a sua inscrição para uma outra viagem ou para a mesma com partida em data diferente, ou outra eventual alteração, deverá pagar a taxa, como despesas de alteração. Contudo, quando a mudança tiver lugar com 31 dias ou menos de antecedência em relação à data da partida da viagem, para a qual o cliente se encontra inscrito, ou se os fornecedores de serviços não aceitarem a alteração, fica sujeito às despesas e encargos previstos na rubrica “desistência (rescisão)”.

Após iniciada a viagem, se solicitada a alteração dos serviços contratados por motivos não imputáveis à agência (ex. ampliação das noites de estadia, alteração de voo) os preços dos serviços turísticos poderão não corresponder aos publicados no site que motivou a contratação.

9. CESSÃO DA INSCRIÇÃO (POSIÇÃO CONTRATUAL)

O cliente pode ceder a sua inscrição, fazendo-se substituir por outra pessoa que preencha todas as condições requeridas para a viagem, desde que informe a agência vendedora com pelo menos sete dias de antecedência e que tal cessão seja possível nos termos dos regulamentos de transporte aéreos aplicáveis. Em caso de cruzeiros e viagens aéreas o prazo previsto será de quinze dias de antecedência.

A cessão da inscrição responsabiliza solidariamente cedente e cessionário pelo pagamento do preço viagem e pelos encargos adicionais originados.

10. ALTERAÇÕES

Sempre que existam razões alheias que o justifiquem, a agência organizadora poderá alterar a ordem dos percursos, modificar as horas de partida ou substituir qualquer dos hotéis previstos por outros de categoria e localização similar, devendo informar o cliente da tal alteração, logo que dela tenha conhecimento.

11. ANULAÇÕES DO PROGRAMA PELA AGÊNCIA

Quando a viagem esteja dependente de um número mínimo de participantes a Agência reserva-se o direito de cancelar a viagem organizada caso o número de participantes alcançado seja inferior ao mínimo. Nestes casos, o cliente será informado por escrito do cancelamento no prazo de 15 (quinze) dias.

12. ALTERAÇÃO AO PREÇO

Os preços constantes do programa estão baseados nos custos dos serviços e taxas de câmbio vigentes à data de impressão deste programa, pelo que estão sujeitos a alterações que resultem de variações no custo dos transportes ou do combustível, de direitos, impostos, taxas e flutuações cambiais até 20 dias antes da data de viagem.

13. REEMBOLSOS

Depois de iniciada a viagem não é devido qualquer reembolso por serviços não utilizados pelo cliente por motivos de força maior ou por causa imputável ao cliente, salvo reembolso pelos respectivos fornecedores. A não prestação de serviços previstos no programa de viagem por causas imputáveis à agência organizadora e caso não seja possível a substituição por outros equivalentes, confere ao cliente o direito a ser reembolsado pela diferença entre o preço dos serviços previstos e o dos efectivamente prestados.

14. IMPOSSIBILIDADE DE CUMPRIMENTO

Se previamente ao inicio da viagem e por factos não imputáveis à agência organizadora esta vier a ficar impossibilitada de cumprir algum serviço essencial constante do programa de viagem, tem o cliente direito a desistir da viagem, sendo imediatamente reembolsado de todas as quantias pagas ou, em alternativa, aceitar uma alteração e eventual variação de preço.

Se os referidos factos não imputáveis à agência organizadora vierem a determinar a anulação da viagem, pode o cliente ainda optar por participar numa outra viagem organizada de preço equivalente. Se a viagem organizada proposta em substituição for de preço inferior, será o cliente reembolsado da respectiva diferença.

15. DESISTÊNCIA (RESCISÃO)

O Cliente ou algum dos seus acompanhantes é livre de desistir da viagem a todo o tempo.

i) Tal cancelamento implica que o mesmo seja responsável pelo pagamento de todos os encargos a que o início do cumprimento do contrato e a sua desistência dêem lugar e ainda por uma percentagem que pode ir até 15% do preço da viagem.

ii) Quando seja caso disso, o cliente será reembolsado pela diferença entre a quantia paga e os montantes acima referidos.

iii) O cancelamento de serviços de viagem / viagens organizadas cuja reserva tenha sido efectuada utilizando como forma de pagamento o vale emitido ao abrigo do Decreto-lei n.º 17/2020 de 23 de Abril está sujeito a uma taxa de rescisão de valor igual ao preço do serviço, de forma a evitar reservas simuladas ou fraudulentas feitas apenas com o intuito de antecipar o recebimento dos valores titulados pelo vale.

16. CANCELAMENTO

Se por facto não imputável ao cliente, a agencia tiver de cancelar a viagem organizada antes da data de partida, o cliente pode optar por:

i) Ser imediatamente reembolsado de todas as quantias pagas, ou

ii) Em alternativa, optar por participar numa outra viagem organizada, sendo reembolsado da eventual diferença de preço que possa existir;

17. RESPONSABILIDADE

A responsabilidade da agência organizadora das viagens constantes deste programa e emergentes das obrigações assumidas, encontra-se garantida por um seguro de responsabilidade civil na Companhia de seguros Fidelidade, com a apólice n.º 9257343, no montante de 75.000€ (Setenta e cinco mil euros) nos termos da legislação em vigor.

18. IVA

Os preços mencionados neste programa reflectem já o Imposto de Valor Acrescentado à taxa actual de 23%.

19. VALIDADE

Este programa é válido de 01/01/2024 a 31/12/2024.

20. NOTAS
  • As restantes condições especiais estarão incluídas na página de cada destino e viagem em concreto- condições particulares – e que fazem parte do contrato de viagem.
  • As presentes condições gerais poderão ser complementadas por quaisquer outras específicas desde que devidamente acordadas pelas partes.
  • Os preços dos programas estão baseados na cotização média do dólar pelo que qualquer derivação relevante desta moeda poderá implicar uma revisão dos preços da viagem nos termos constantes da cláusula “alteração de preço”.
  • Devido ás constantes alterações do preço dos combustíveis sobre os preços praticados poderá haver alteração do suplemento de combustível inserido no preço nos termos constantes da cláusula “alteração de preço”.
  • As categorias dos hotéis apresentados nesta brochura seguem as normas de qualidade do pais de acolhimento, podendo os mesmos ser alterados por outros similares quando por motivos alheios à agência não seja possível manter ou confirmar a reserva existente, obrigando-se a agência a informar o cliente logo que de tal tenha conhecimento.
21. INFORMAÇÕES GERAIS

Check in de voos:

A Papa-Léguas não efetua o check-in para nenhum voo. Essa tarefa é da responsabilidade do viajante, dando-lhe a oportunidade de selecionar o lugar pretendido e realizar upgrade na sua reserva se assim for a sua vontade. As companhias aéreas reservam-se o direito de aplicar suplementos à escolha de lugares ou de upgrades de classes.

Horas de chegada ou partida:

As horas de partida e de chegada estão indicadas na hora local do respectivo pais e de acordo com horários das respectivas companhias aérea à data de impressão deste programa, podendo por isso ser sujeitas a alteração.

Hotéis / Apartamentos:

Apartamentos - No caso do alojamento ser contratado em apartamento é da responsabilidade do cliente a informação do número de pessoas que irão ocupar o apartamento. No caso de se apresentarem mais pessoas que as reservadas, os apartamentos poderão recusar a entradas.
Hotéis- O preço apresentado é por pessoa e estão baseados numa ocupação dupla. Nem todos os hotéis dispõem de quarto triplo sendo por norma colocada uma cama extra que pode não ser de idêntica qualidade. Nos quartos equipados com duas camas ou casal, o triplo pode ser constituído apenas por aquelas camas.

A relação dos hotéis e apartamentos constantes dos programa é indicativa assim como a sua categoria que respeita a critérios e classificações locais cujos critérios por vezes são distintos dos utilizados em Portugal.

Refeições:

Salvo indicações em contrário, os preços apresentados para os suplementos de Meia Pensão e Pensão Completa não incluem bebidas.

Nas chegadas ao hotel após a 19h o primeiro serviço de refeição será o pequeno-almoço do dia seguinte, no ultimo dia e salvo possibilidade de late check-out, o ultimo serviço do hotel será o pequeno-almoço.

Horários de entrada e saída:

As horas e entrada e saída no primeiro e último dia, serão definidas em função do primeiro e ultimo serviço. Em regra, sem carácter vinculativo os quartos podem ser utilizados a partir das 14h do dia de chegada e deverão ser deixados livres até as 12h do dia de saída.

Nos apartamentos a entrada verifica-se geralmente pelas 17h do dia de chegada e deverão ser deixados livres até as 10h do dia de saída.

Condições especiais para crianças:

Dada a diversidade de condições aplicadas às crianças (destino e fornecedor) recomenda-se questionar sempre as condições especiais que porventura sejam aplicadas à viagem em causa.

Seguro:

A agência disponibiliza a venda de seguros que poderão ser adquiridos em função da viagem para garantia de situações de assistência e despesas de cancelamento.

O limite máximo de idade, para o seguro é de 75 anos inclusive.

mulher sob rocha observa montanhas rodeadas de arvores e nuvens na albania

À descoberta da Albânia com Carla Henriques


Condições Particulares

Transferes
O Viajante que não adquira os voos à Papa-Léguas, pode não ter assegurado os transferes de chegada e partida caso os seus voos não sejam exatamente iguais aos voos reservados para o grupo.
Se o Viajante optar por reservar à Papa-Léguas os transferes para os voos por si comprados, implica o pagamento adicional dos mesmos que variam consoante o país de destino e o programa efetuado.

Líder da viagem
Esta é uma viagem de aventura e descoberta cultural. Quem lidera esta viagem é uma pessoa com experiência no país a visitar, tendo uma rede de contactos e de conhecimentos que facilita uma interação e uma experiência cultural que se quer única. A sua missão é liderar o grupo durante todo o percurso facilitando a interação e a integração do grupo com os locais a visitar. O papel do líder da viagem não deverá ser nunca confundido com o de guia turístico. Não são exigidos ao líder de viagem conhecimentos específicos sobre monumentos, museus ou outros locais de interesse turístico.
Caso a sua viagem inclua locais que pela sua complexidade histórica, geológica, biológica ou artística necessitem de um guia, o mesmo será previamente contratado e haverá uma referência explícita à sua existência no programa da sua viagem.

Grupo whatsapp
Antes da data de partida, a Papa-Léguas criará um grupo de whatsapp para que a interacção entre os viajantes e a lider se faça de forma simples e fluida. Quem não concordar com esta acção por favor informe-nos.

Líder da viagem

Carla Henriques

Líder de viagens

Há pessoas que viajam o mundo num ano, eu decidi viajar com calma, em cada país que visitei tentei absorver o melhor possível a cultura, a história, modos de vida, provar comida e bebida, fazer amigos e ajudar sempre que havia oportunidade. E é isto mesmo que me atrai nas viagens, sair da minha zona de conforto, a novidade, aprendizagem, a liberdade, as paisagens, os cheiros, as pessoas, no final o peso da mochila compensa a leveza da alma.

Saber mais >

Estamos a preparar o seu programa de viagem.
Aguarde por favor...

Tem uma questão?

Não hesite em nos ligar. Dispomos uma equipa especializada e teremos todo o gosto em falar consigo.

+351 21 845 26 89 / 90

geral@papa-leguas.com

Detalhes da viagem
  • Conforto
  • Dificuldade
  • Duração 9 dias
  • Inscrições 5 - 12 pessoas
  • Idade 16 - 75
  • Tipo de viagem Descoberta, Líder de viagem
  • Destinos Albânia
  • Alojamento Guesthouse, Hotel

Esta é uma viagem à Albânia.

Vamos partir à descoberta da Albânia com a líder de viagens Carla Henriques.
Praias idílicas, cenários deslumbrantes de montanha, história riquíssima, gente hospitaleira e clima mediterrânico: este país dos Balcãs tem tudo o que pode ser desejado num destino de
viagem, no entanto permanece um dos grandes mistérios da Europa. Embarca connosco neste roteiro pela Albânia.

A Albânia viveu em isolamento grande parte do séc. XX, só abrindo as suas fronteiras ao turismo já nos anos 90. Quem visita o país descobre um diamante em bruto, uma terra de tradições antigas, com uma capital vibrante e várias aldeias otomanas e romanas classificadas como Património Mundial da UNESCO, para além de uma beleza natural singular.

Venham conhecer este país europeu único, cheio de curiosidades. Nesta viagem exploramos a Albânia, das suas montanhas a norte, às praias da Riviera a sul, passando por locais históricos, provando gastronomia local e conhecendo a cultura. Esta é uma viagem a não perder.

Porque esta viagem é imperdível?
  • Explorar o cenário único dos balcãs no Parque Nacional do Vale de Valbona;
  • Nadar nas praias paradisíacas da Riviera Albanesa;
  • Visitar a “cidade de pedra” - Gjirokaster, também classificada como património mundial da UNESCO;
  • Visitar a charmosa cidade de Prizren, situada no Kosovo;
  • Conhecer a vila charmosa de Kruje e o seu bazar de 400 anos;
  • Locais únicos naturais, como o “Blue Eye” ou uma praia à saída de um desfiladeiro;
  • Cidade vibrante de Tirana;
  • História e cultura única da Albânia.

Incluido

  • Acompanhamento de líder de viagem português da Papa-Léguas;
  • Transferes de e para o aeroporto, no país a visitar (ver condições particulares);
  • Deslocação em transporte privado durante todo o itinerário;
  • Ferry Lago Koman;
  • Refeições: 8 pequenos-almoços;
  • 6 Noites de hotel e 2 noites em Guesthouse, em quarto duplo;
  • Entrada nos monumentos a visitar, de acordo com o itinerário;
  • Seguro e assistência em viagem.

Excluido

  • Voos internacionais;
  • Visto de entrada no país (gratuito para cidadãos portugueses);
  • Todos os extras pessoais (internet, lavandaria, etc.);
  • Todas as atividades e visitas opcionais;
  • Todas as despesas pessoais;
  • Qualquer tipo de gratificação;
  • Qualquer item não mencionado como incluído.
Mapa
Itinerário

Dia 1 Voo cidade de origem - Tirana

Voo com destino a Tirana. Assistência no aeroporto e transporte para o hotel. Check-in organizado de acordo com os horários dos voos.

Dependendo da hora de chegada, vamos conhecer um pouco da cidade de Tirana.
Tendo passado por uma transformação de proporções extraordinárias desde que acordou do seu sono comunista, o centro de Tirana está agora irreconhecível daqueles dias cinzentos, com edifícios pintados em cores primárias, praças públicas e ruas pedonais que são um prazer passear. As grandes avenidas da cidade estão repletas de relíquias fascinantes de seu passado otomano, italiano e comunista - de minaretes delicados a murais socialistas ruidosos.
É uma cidade barulhenta, maluca, colorida, Tirana nunca é enfadonha.

Alojamento: HotelRefeições: X
Conforto: Dificuldade:

Dia 2 Rumo a norte: Shkoder

Começamos o dia com uma tour pelo centro da cidade de Tirana e depois de almoço temos uma viagem de duas horas rumo a norte, até à cidade de Shkoder.

Shkoder que foi sitiada pelos otomanos e mudou de mãos com Montenegro várias vezes durante a Primeira Guerra Mundial. Vamos ter a oportunidade acabar o dia no castelo Rozafa.

Fundado pelos Ilírios, reconstruído pelos venezianos e otomanos, o nome do castelo vem de uma lenda cruel que termina com a esposa do irmão mais novo dos 3 que construíram o castelo, a ser enterrada viva para que as fundações permanecessem firmes. O castelo oferece-nos vistas deslumbrantes sobre o lago skadar, os 3 rios envolventes da cidade e as montanhas que vamos descobrir nos próximos dias.
Depois da visita ao castelo, regressamos à cidade de Shkoder para nos juntarmos aos locais no seu passeio diário pela promenade e para jantar.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 3 Ferry pelo paraíso

No norte da Albânia existe um lago que se formou na década de 1970 quando foram construídas duas barragens no rio Drin, uma em Koman e outra em Fierze.
O lago Koman é cercado por densas colinas arborizadas, encostas verticais, gargantas profundas e um vale estreito, que faz deste um dos rios mais bonitos de navegar.

Vamos então relaxar nesta viagem de 3 horas e depois seguir até ao coração do Parque Nacional do Vale de Valbona, nos alpes albaneses, onde o cenário de montanha é de cortar a respiração.

Alojamento: GuesthouseRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 4 Parque Nacional do Vale de Valbona

Hoje vamos explorar o Vale de Valbona, uma área considerada a joia da Albânia. O vale situa- se entre picos altos e escarpados que fazem fronteira com o Parque Nacional Theth, Rio Gashi, Plava e Gucia (Montenegro), todas áreas naturais estritamente protegidas.

É um parque transfronteiriço (Albânia / Montenegro) com o maior índice de biodiversidade do continente montanhoso do país.

O parque, que é a maior área protegida da Albânia, abrange a floresta do rio Valbona e as montanhas circundantes, com suas paisagens alpinas, nascentes glaciais, várias formações rochosas e cascatas. É nesta área que vamos fazer uma caminhada durante o dia para aproveitar ao máximo o que é chamado de «Milagre dos Alpes».

Alojamento: GuesthouseRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 5 Almoço no Kosovo, Jantar em Kruje

Partimos de manhã cedo, deixando o Parque Nacional para trás mas com uma pequena vila de montanha como destino.
Krujë é uma vila cheia de charme e história: na antiguidade a área era o lar dos Albani, uma tribo de antigos ilírios. Alguns estudiosos acreditam que Krujë pode ter sido o local de Albanópolis, uma cidade na antiga Macedónia romana.

Durante a viagem fazemos a travessia para o Kosovo, e vamos passear um pouco pela cidade charmosa de Prizren. Fundada pelos romanos, a cidade prosperou durante o período bizantino e serviu como um importante centro cultural e comercial durante o domínio otomano nos Balcãs. Ao longo dos anos, Prizren testemunhou períodos de florescimento e tumulto, incluindo conflitos étnicos e guerras, mas sua resiliência e herança histórica continuam a atrair visitantes.

Ao chegar a Kruje, vamos explorar o velho bazar, ou Derexhiku como era chamado. Começou a operar há cerca de 400 anos com comerciantes individuais que se alinhavam na estrada principal que levava aos portões do castelo. Hoje, uma parte menor do agora formalizado Bazar opera ao longo da estrada calcetada que leva ao castelo Krujë e continua a vender antiguidades e artesanato tradicional.
Noite em Kruje.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 6 Riviera Albanesa

Se não houve tempo no dia anterior, vamos visitar o castelo de Kruje da parte da manhã, com uma visão ampla que se estende do Monte Tomori, no sul, até Ulcinj, no norte, com vistas da costa do Adriático por toda parte. Acredita-se que tenha sido construído no século 5 ou 6 DC, foi posteriormente reconstruido pelos bizantinos e depois pelos otomanos.

Este castelo é também particularmente é crucial para entender a história albanesa, pois foi precisamente aqui que Skanderbeg levantou a bandeira nacional pela primeira vez em 28 de novembro de 1443. É claro, que não vamos perder esta oportunidade para visitar o museu deste herói nacional da Albânia.

Depois da visita seguimos viagem até à Riviera Albanesa, um destino de viagem incrível, lar de algumas das mais belas praias da Europa, cidades costeiras, e muito mais! Estende-se de Dhermi a Sarande numa costa acidentada com baías isoladas. São consideradas as últimas praias intocadas da Europa, apesar de já serem visíveis mudanças, onde os mares Adriático e Jônico se encontram.
Vamos de viagem até Himare e desfrutar da tarde em águas cristalinas. Noite em Himare.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 7 Recantos azuis

Vamos conhecer a costa albanesa, desta vez por mar.
Navegar ao longo da costa traz-nos paisagens deslumbrantes e águas cristalinas, um cenário pontuado por enseadas secretas, acessíveis apenas por mar, convidando-nos a uns mergulhos e a relaxar sob o sol mediterrâneo. Ao explorar a Riviera Albanesa de barco, cada curva revela uma nova paisagem deslumbrante e uma experiência verdadeiramente memorável.

O resto do tempo é livre, para desfrutarem da praia em Himare
Noite em Himare.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 8 Descoberta do sul no regresso a Tirana

Começamos a viagem de regresso a Tirana, com algumas paragens pelo meio para explorar um pouco mais deste país único. A primeira paragem é o “Blue Eye”, uma nascente de água e um fenómeno natural de pelo menos 50m, sendo esta apenas a profundidade que foi atingida por um mergulhador...É um local mágico classificado como monumento natural, por onde passa o rio bistrice, rodeado de carvalhos e outros tipos de árvores.

Seguimos viagem e enquanto atravessamos as planícies extensas do Vale do Drino, a antiga cidade otomana de Gjirokastër aparece repentina e inesperadamente, subindo ruidosamente as encostas íngremes das montanhas Gjerë, com as sua imponente fortaleza a dominar o horizonte. Esta encantadora cidade velha listada Património Mundial da UNESCO, traduz o seu nome como "Cidade das Pedras", talvez pelo mar de telhados cinza-ardósia que escondem um verdadeiro labirinto de becos.

Depois de explorar Gjirokaster, seguimos viagem de regresso a Tirana, e para as celebrações do fim desta aventura.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 9 Voo Tirana - cidade de origem

Os transferes para o aeroporto serão organizados de acordo com os horários de voo.

Chegada à cidade de origem.

Alojamento: XRefeições: X
Conforto: Dificuldade:

FAQs

Esta viagem é para mim?

Se gostas de caminhar, nadar em águas cristalinas, montanha e praia, esta viagem é para ti. A sua beleza natural da Albânia é fascinante, mas as deslocações podem ser longas devido à qualidade das estradas existentes.

Em que tipo de alojamentos ficamos nesta viagem?

Ficamos em quartos duplos, com casa de banho privativa, em hotéis confortáveis e bem localizados por forma a facilitar as deslocações. Existe sempre ligação à internet, mesmo que por vezes a velocidade possa não ser a melhor. Privilegiamos hotéis de pequeno a médio tamanho, geridos por locais, onde nos sentimos sempre bem recebidos e acolhidos. Em Shkoder e Valbone, os hotéis estão um pouco afastados do centro da cidade, mas privilegiamos a paisagem e condições, assegurando sempre possíveis necessidades.

Que tipo de transportes usamos nesta viagem?

O transporte é privado durante toda a viagem. Usamos mini-bus a maior parte do tempo.

Quem será o guia desta viagem?

Esta viagem é acompanhada pela Líder de Viagem Carla Henriques.

Os transferes de chegada e partida estão incluídos?

Sim, os transferes de chegada e partida estão incluídos se viajares no «voo do grupo». Nesta viagem existe o voo de grupo, ou seja, existe uma hora especifica para a chegada (e partida) e os transferes serão de acordo com a hora de chegada (e partida) desse voo. Quem optar por comprar voos diferentes, terás de estar no aeroporto de chegada à mesa hora que o voo do grupo, para usufruir dos transferes. Bem como deves ter a mesma hora de partida para usufruíres dos transferes.

Quanto dinheiro devo levar para os meus gastos pessoais?

Em média, para refeições, 25 Eur diários são suficientes. O dinheiro que cada viajante deve levar depende muito do tipo de consumos que costuma fazer em viagem, como por exemplo compra de lembranças.

Posso beber água da torneira na Albânia?

Na maioria dos locais na Albânia a água da torneira é imprópria para consumo, exceto nas zonas de montanha. Assim, recomendamos que compre água engarrafada, tal como os locais fazem. No entanto, para evitar o consumo excessivo de plástico, aconselhamos que leve consigo uma garrafa reutilizável e que vá enchendo de garrafões que pode comprar ou por vezes se encontram disponíveis para reabastecer nos hotéis.

A Papa-Léguas trata dos voos?

A Papa-Léguas envia-te uma proposta de voos. Depois de receberes a simulação dos voos, podes optar por comprar à Papa-Léguas, noutra agência ou online.

Onde me encontro com o grupo?

No aeroporto em Tirana. Se viajares no "voo do grupo" o encontro com o grupo e com a líder de viagem será feito nessa altura.

Se me inscrever sozinho/a, tenho que pagar suplemento individual?

Não necessariamente. Se não fizeres questão de ficar sozinho/a nos alojamentos, poderás partilha-los com outra pessoa inscrita. A Papa-Léguas poderá agrupar aos pares, por sexo e por ordem cronológica de inscrição, os viajantes que se inscreverem individualmente para a mesma viagem e, se o número de participantes for ímpar, o que ficar isolado deverá pagar o suplemento individual respetivo.

No programa terra, está incluído um seguro? Quais as suas coberturas?

Sim, está incluído. A exceção é para viajantes que não partam de solo nacional, sejam ou não titulares de nacionalidade portuguesa. O seguro incluído não cobre Covid-19 mas pode acionar um seguro opcional sugerido pela Papa-Léguas que cobre Covid-19. Para obteres mais informações sobre as apólices disponíveis, consulta a nossa página sobre seguros de viagem

Que documentação é necessária para fazer esta viagem?

Os cidadãos portugueses não necessitam de visto para entradas de turismo e curta duração, apenas sendo necessária a apresentação de passaporte ou cartão de cidadão válidos.

Que equipamento é imprescindível para fazer esta viagem?

É importante que leves calçado confortável para os passeios nas cidades e nas caminhadas na zona de montanha. Os dias também podem ser bastante quentes, por isso chapéu, óculos de sol e protetor solar são importantes. E não esquecer fato de banho para uns mergulhos.

Quais as restrições sanitárias para entrar no país?

Não existem vacinas mandatárias para entrar na Albânia. No entanto, aconselhamos sempre uma consulta de medicina do viajante.

Porque é que esta é uma viagem "CLASSIC"?

Estas são as viagens que balançam o conforto a que já habituamos os nossos viajantes com experiencias memoráveis nos quatro cantos do planeta. Numa viagem de descoberta cultural no japão, acompanhado por um líder de viagem da Papa-Léguas, ou num trekking na Eslovénia, acompanhado de guias locais, as viagens CLASSIC são aqueles que proporcionam o melhor dos dois mundos – espírito de descoberta e aventura e uma boa cama ao fim do dia.

6 avaliações de À descoberta da Albânia com Carla Henriques

6 Avaliações
Ordenar por: Avaliação Data

Rui C.

Um país à descoberta de si mesmo., com imensas potencialidades mas que corre o risco de se submeter ao turismo de massas

Mariana M.

Desde a capital funky e turbulenta ao trekking nas montanhas com paisagens deslumbrantes. Das pitorescas cidades de pedra, aos castelos em ruínas e às praias de água azul turquesa, “À descoberta da Albânia” é uma viagem rica, que nos dá a conhecer um pouco da realidade, gastronomia e costumes deste país que ainda se tenta recompor dos anos de opressão.

Vera c.

A realidade do País superou muito as espectativas. Além disso a viagem está muito bem desenhada, muito bem organizada e a líder tem excelente conhecimento do terreno. Juntando um grupo fantástico foi uma viagem 5 estrelas.

Carlos H.

Uma viagem que mostra um pouco da realidade da Albânia, um país a crescer, tanto em infraestruturas como em turismo. Praias com água límpida e boa temperatura, trekking pelas montanhas com vistas de tirar a respiração. A guia, Carla Henriques, foi mais que isso, foi uma amiga a viajar connosco que nos orientou e ajudou sempre em toda a viagem.

Maria R.

Albânia é uma viagem de regresso ao passado da Europa. Um passado saudoso, aquele da vida simples quando o tempo tem mais tempo, do que este das sociedades consumistas. É um país com paisagens deslumbrantes e gente simples mas orgulhosa da sua história e obra. Mas, mesmo sendo um país pobre, o povo é feliz e tem esperança no futuro. Albânia foi também uma viagem de sucesso porque o grupo criou o enquadramento humano necessário para que os dias fossem mais luminosos, com novas descobertas, muitos risos e outras Korças!

Jose C.

A viagem é muito rica e diversa. Visitas a cidades, a um rio, montanha, costa e praia, com treking, passeios urbanos, museus, gastronomia, património, etc.

GDPR