pt-pten +351 21 845 26 89 / 90 geral@papa-leguas.com
+351 21 845 26 89 / 90 geral@papa-leguas.com

À descoberta do Sri Lanka com Carla Henriques

(3 Avaliações)
Desde 1.890
Voos não incluídos
Quarto individual
360
Tramitação e visto Sri Lanka
90
Disponibilidade
Início
Fim
Estado
Sexta31 Mai, 2024
Domingo16 Jun, 2024
ultimas vagas1.890,0
Inscreva-se
Pergunte-nos
Pagar um sinal de 30% por viagem
Condições Particulares Condições Gerais
Sri Lanka Comboio Kandy Ella

À descoberta do Sri Lanka com Carla Henriques


Condições Gerais

O presente programa / catálogo online é o documento informativo no qual se inserem as presentes condições gerais, dele fazendo parte integrante e que constituem, na ausência de documento autónomo o contrato de viagem.
 
A presente informação é vinculativa para a agência salvo alguma das presentes condições:
  1. Se as alterações nas seguintes condições tenham sido comunicadas claramente por escrito ao cliente antes da celebração do contrato e as mesmas estejam devidamente previstas no programa;
  2. Quaisquer alterações posteriores à celebração do contrato dependem de acordo prévio das partes, salvo o previsto na cláusula “impossibilidade de cumprimento”.
As presentes condições gerais obedecem ao disposto no Decreto-lei 61/2011 de 06 de Maio, com a alteração que foi introduzida pelo Decreto-lei 199/2012 de 24 de Agosto.
 
As Condições Gerais cujo objeto seja uma viagem organizada constante do presente programa e as condições particulares que constam da documentação de viagem facultada ao cliente no momento de reserva da viagem consubstanciam o contrato de viagem que vincula as partes.

1. ORGANIZAÇÃO

A organização técnica e venda das viagens incluídas no presente site é da responsabilidade da Papa-Léguas, agência de viagens e turismo Lda, com sede na Rua Manuel Assunção Mestre, nº22,  7780-199 Castro Verde, matriculada na conservatoria do Registo Comercial de Lisboa e com Contribuinte Fiscal nº 504163590, com o capital social realizado de 99.759,60€ (noventa e nove mil, setecentos e cinquenta e nove euros e sessenta cêntimos), e com o registo  RNAVT nº 2275 e RNAAT nº 67/2014.

2. INSCRIÇÕES

No acto da inscrição o cliente deverá depositar 30 % do preço do serviço, liquidando os restantes 70% até 21 dias antes do início do serviço. Se a inscrição tiver lugar a 21 dias ou menos da data do início do serviço, o preço total do mesmo deverá ser paga no acto da inscrição. A Papa-Léguas, agência de viagens e turismo Lda reserva-se o direito de anular qualquer inscrição cujo pagamento não tenha sido efectuado nas condições acima mencionadas. As reservas encontram-se condicionadas à obtenção da parte dos fornecedores da confirmação de todos os serviços.

Os preços das viagens são apresentados por pessoa e tendo por base a ocupação em quarto partilhado por duas pessoas. A agência organizadora agrupará aos pares, por sexo, e por ordem cronológica de inscrição os Clientes que se inscreverem individualmente para a mesma viagem. O Cliente que ficar isolado deverá pagar o suplemento individual respetivo, sempre que exigido pelo prestador de serviços.

INFORMAÇÃO AO ABRIGO DA LEI N.º 144/2015 DE 8 DE SETEMBRO:

Nos termos da Lei n.º 144/2015 de 8 de Setembro informamos que o Cliente poderá recorrer às seguintes Entidades de Resolução Alternativa de Litígios de Consumo:

i) Provedor do Cliente das Agências de Viagens e Turismo in www.provedorapavt.com;

ii) Comissão Arbitral do Turismo de Portugal in www.turismodeportugal.pt

iii) ou a qualquer uma das entidades devidamente indicadas na lista disponibilizada pela Direcção Geral
do Consumidor in http://www.consumidor.pt cuja consulta desde já aconselhamos.

3. RECLAMAÇÕES

As reclamações apenas poderão ser consideradas desde que apresentadas por escrito à agência no prazo máximo de 30 dias após o termo da prestação dos serviços.

Em caso de reclamação por incumprimento dos serviços contratados poderá o cliente accionar o Fundo de Garantia de viagens e Turismo previsto nos termos no DL 61/2011 de 06 de Maio na sua redacção actual, devendo para isso apresentar a respectiva reclamação:

i) Junto do Provedor do Cliente pois a Papa-Léguas, agência de viagens e turismo Lda. é aderente ao Provedor do Cliente das Agências de Viagens e Turismo in www.provedorapavt.com. Para usufruir deste serviço deverá no prazo de 20 dias úteis após o fim da viagem apresentar a sua reclamação por escrito. As agências estão vinculadas ao pontual cumprimento da decisão que venha a ser emitida por tal entidade.

ii) Junto do Turismo de Portugal I.P in www.turismodeportugal.pt no prazo de 30 dias após : (i) o termo da viagem; (ii) o cancelamento da viagem imputável à agência; (iii) a data de conhecimento da impossibilidade da sua realização por facto imputável à agência; (iv) o encerramento do estabelecimento.

iii) Junto de qualquer uma das entidades constantes do site da Direcção Geral do Consumidor in http://www.consumidor.pt

4. BAGAGEM

1) A agência é responsável pela bagagem nos termos legais;

2) O cliente tem obrigação de reclamar junto da entidade prestadora dos serviços no momento de subtracção, deterioração ou destruição de bagagem.

3) No transporte internacional, em caso de dano na bagagem, a reclamação deverá ser feita por escrito ao transportador imediatamente após a verificação do dano, e no máximo 7 dias a contar da sua entrega. Estando em caso o mero atraso na entrega da bagagem a reclamação deverá ser feita dentro de 21 dias a contar da data de entrega da mesma.

4) A apresentação de tal reclamação será fundamento essencial para o accionamento da responsabilidade da Papa-Léguas, agência de viagens e turismo Lda sobre a entidade prestadora do serviço.

5. LIMITES

A responsabilidade da agência terá como limite o montante máximo exigível às entidades prestadoras dos serviços, nos termos da Convenção de Montreal, de 28 de Maio de 1999, sobre Transporte Aéreo Internacional, e da Convenção de Berna, de 1961, sobre Transporte Ferroviário.

No que concerne aos transportes marítimos, a responsabilidade das agências de viagens, relativamente aos seus clientes, pela prestação de serviços de transporte, ou alojamento, quando for caso disso, por empresas de transportes marítimos, no caso de danos resultantes de dolo ou negligência destas, terá como limites os seguintes montantes:

a) € 441.436, em caso de morte ou danos corporais;

b) € 7.881, em caso de perda total ou parcial de bagagem ou da sua danificação;

c) € 31.424, em caso de perda de veículo automóvel, incluindo a bagagem nele contida;

d) € 10.375, em caso de perda de bagagem, acompanhada ou não, contida em veículo automóvel;

e) € 1.097, por danos na bagagem, em resultado da danificação do veículo automóvel.

Quando exista, a responsabilidade das agências de viagens e turismo pela deterioração, destruição e subtracção de bagagens ou outros artigos, em estabelecimentos de alojamento turístico, enquanto o cliente aí se encontrar alojado, tem como limites:

a) € 1.397, globalmente;

b) € 449 por artigo;

c) O valor declarado pelo cliente, quanto aos artigos depositados à guarda do estabelecimento de alojamento turístico.

A responsabilidade da agência por danos não corporais poderá ser contratualmente limitada ao valor correspondente a cinco vezes o preço do serviço vendido.

6. DESPESAS DE RESERVA

Por cada reserva serão cobradas as seguintes verbas:

Despesas de Reserva :

  • Portugal: 30€ (trinta euros);
  • Restantes Países: 50€ (cinquenta euros).

(valores não reembolsáveis)

Despesas de Alterações:

Por cada alteração (nomes, datas, tipo de apartamento ou quarto, viagem, etc) : 50€ (cinquenta euros). Salientamos que a aceitação de tais alterações depende de aceitação por parte dos respectivos fornecedores

7. DOCUMENTAÇÃO

O cliente deverá possuir em boa ordem a sua documentação pessoal ou familiar, (bilhete de identidade, documentação militar, autorização para menores, vistos, certificado de vacinas e outros eventualmente exigidos). A agência declina qualquer responsabilidade pela recusa de concessão de vistos ou a não permissão de entrada ao cliente em país estrangeiro; sendo ainda da conta do cliente todo e qualquer custo que tal situação acarretar.

Viagens na União Europeia:

  • Os clientes (independente da idade) que se desloquem dentro da União Europeia deverão ser possuidores do respectivo documento de identificação civil (passaporte; B.I, Cartão do Cidadão);
  • Para obtenção de assistência médica devem ser portadores do respectivo Cartão Europeu do Seguro de Doença ;
  • Os nacionais de países não comunitários devem consultar informação específica quanto à documentação necessária para realização de viagem junto das embaixadas/ consulados dos países de origem.

Viagens fora da União Europeia:

  • Os clientes (independente da idade) que se desloquem deverão ser possuidores do respectivo documento de identificação civil (passaporte) bem como do visto se necessário (obtenha tal informação junto da agência no momento da reserva) ;
  • Os nacionais de países não comunitários devem consultar informação específica quanto à documentação necessária para realização de viagem junto das embaixadas/ consulados dos países de origem.
8. MUDANÇAS

Caso os fornecedores da viagem em causa permitam, sempre que um cliente, inscrito para uma determinada viagem, desejar mudar a sua inscrição para uma outra viagem ou para a mesma com partida em data diferente, ou outra eventual alteração, deverá pagar a taxa, como despesas de alteração. Contudo, quando a mudança tiver lugar com 21 dias ou menos de antecedência em relação à data da partida da viagem, para a qual o cliente se encontra inscrito, ou se os fornecedores de serviços não aceitarem a alteração, fica sujeito às despesas e encargos previstos na rubrica “desistência (rescisão)”.

Após iniciada a viagem, se solicitada a alteração dos serviços contratados por motivos não imputáveis à agência (ex. ampliação das noites de estadia, alteração de voo) os preços dos serviços turísticos poderão não corresponder aos publicados no site que motivou a contratação.

9. CESSÃO DA INSCRIÇÃO (POSIÇÃO CONTRATUAL)

O cliente pode ceder a sua inscrição, fazendo-se substituir por outra pessoa que preencha todas as condições requeridas para a viagem, desde que informe a agência vendedora com pelo menos sete dias de antecedência e que tal cessão seja possível nos termos dos regulamentos de transporte aéreos aplicáveis. Em caso de cruzeiros e viagens aéreas o prazo previsto será de quinze dias de antecedência.

A cessão da inscrição responsabiliza solidariamente cedente e cessionário pelo pagamento do preço viagem e pelos encargos adicionais originados.

10. ALTERAÇÕES

Sempre que existam razões alheias que o justifiquem, a agência organizadora poderá alterar a ordem dos percursos, modificar as horas de partida ou substituir qualquer dos hotéis previstos por outros de categoria e localização similar, devendo informar o cliente da tal alteração, logo que dela tenha conhecimento.

11. ANULAÇÕES DO PROGRAMA PELA AGÊNCIA

Quando a viagem esteja dependente de um número mínimo de participantes a Agência reserva-se o direito de cancelar a viagem organizada caso o número de participantes alcançado seja inferior ao mínimo. Nestes casos, o cliente será informado por escrito do cancelamento no prazo de 15 (quinze) dias.

12. ALTERAÇÃO AO PREÇO

Os preços constantes do programa estão baseados nos custos dos serviços e taxas de câmbio vigentes à data de impressão deste programa, pelo que estão sujeitos a alterações que resultem de variações no custo dos transportes ou do combustível, de direitos, impostos, taxas e flutuações cambiais até 20 dias antes da data de viagem.

13. REEMBOLSOS

Depois de iniciada a viagem não é devido qualquer reembolso por serviços não utilizados pelo cliente por motivos de força maior ou por causa imputável ao cliente, salvo reembolso pelos respectivos fornecedores. A não prestação de serviços previstos no programa de viagem por causas imputáveis à agência organizadora e caso não seja possível a substituição por outros equivalentes, confere ao cliente o direito a ser reembolsado pela diferença entre o preço dos serviços previstos e o dos efectivamente prestados.

14. IMPOSSIBILIDADE DE CUMPRIMENTO

Se previamente ao inicio da viagem e por factos não imputáveis à agência organizadora esta vier a ficar impossibilitada de cumprir algum serviço essencial constante do programa de viagem, tem o cliente direito a desistir da viagem, sendo imediatamente reembolsado de todas as quantias pagas ou, em alternativa, aceitar uma alteração e eventual variação de preço.

Se os referidos factos não imputáveis à agência organizadora vierem a determinar a anulação da viagem, pode o cliente ainda optar por participar numa outra viagem organizada de preço equivalente. Se a viagem organizada proposta em substituição for de preço inferior, será o cliente reembolsado da respectiva diferença.

15. DESISTÊNCIA (RESCISÃO)

O Cliente ou algum dos seus acompanhantes é livre de desistir da viagem a todo o tempo.

i) Tal cancelamento implica que o mesmo seja responsável pelo pagamento de todos os encargos a que o início do cumprimento do contrato e a sua desistência dêem lugar e ainda por uma percentagem que pode ir até 15% do preço da viagem.

ii) Quando seja caso disso, o cliente será reembolsado pela diferença entre a quantia paga e os montantes acima referidos.

iii) O cancelamento de serviços de viagem / viagens organizadas cuja reserva tenha sido efectuada utilizando como forma de pagamento o vale emitido ao abrigo do Decreto-lei n.º 17/2020 de 23 de Abril está sujeito a uma taxa de rescisão de valor igual ao preço do serviço, de forma a evitar reservas simuladas ou fraudulentas feitas apenas com o intuito de antecipar o recebimento dos valores titulados pelo vale.

16. CANCELAMENTO

Se por facto não imputável ao cliente, a agencia tiver de cancelar a viagem organizada antes da data de partida, o cliente pode optar por:

i) Ser imediatamente reembolsado de todas as quantias pagas, ou

ii) Em alternativa, optar por participar numa outra viagem organizada, sendo reembolsado da eventual diferença de preço que possa existir;

17. RESPONSABILIDADE

A responsabilidade da agência organizadora das viagens constantes deste programa e emergentes das obrigações assumidas, encontra-se garantida por um seguro de responsabilidade civil na Companhia de seguros Fidelidade, com a apólice n.º 9257343, no montante de 75.000€ (Setenta e cinco mil euros) nos termos da legislação em vigor.

18. IVA

Os preços mencionados neste programa reflectem já o Imposto de Valor Acrescentado à taxa actual de 23%.

19. VALIDADE

Este programa é válido de 01/01/2024 a 31/12/2024.

20. NOTAS
  • As restantes condições especiais estarão incluídas na página de cada destino e viagem em concreto- condições particulares – e que fazem parte do contrato de viagem.
  • As presentes condições gerais poderão ser complementadas por quaisquer outras específicas desde que devidamente acordadas pelas partes.
  • Os preços dos programas estão baseados na cotização média do dólar pelo que qualquer derivação relevante desta moeda poderá implicar uma revisão dos preços da viagem nos termos constantes da cláusula “alteração de preço”.
  • Devido ás constantes alterações do preço dos combustíveis sobre os preços praticados poderá haver alteração do suplemento de combustível inserido no preço nos termos constantes da cláusula “alteração de preço”.
  • As categorias dos hotéis apresentados nesta brochura seguem as normas de qualidade do pais de acolhimento, podendo os mesmos ser alterados por outros similares quando por motivos alheios à agência não seja possível manter ou confirmar a reserva existente, obrigando-se a agência a informar o cliente logo que de tal tenha conhecimento.
21. INFORMAÇÕES GERAIS

Check in de voos:

A Papa-Léguas não efetua o check-in para nenhum voo. Essa tarefa é da responsabilidade do viajante, dando-lhe a oportunidade de selecionar o lugar pretendido e realizar upgrade na sua reserva se assim for a sua vontade. As companhias aéreas reservam-se o direito de aplicar suplementos à escolha de lugares ou de upgrades de classes.

Horas de chegada ou partida:

As horas de partida e de chegada estão indicadas na hora local do respectivo pais e de acordo com horários das respectivas companhias aérea à data de impressão deste programa, podendo por isso ser sujeitas a alteração.

Hotéis / Apartamentos:

Apartamentos - No caso do alojamento ser contratado em apartamento é da responsabilidade do cliente a informação do número de pessoas que irão ocupar o apartamento. No caso de se apresentarem mais pessoas que as reservadas, os apartamentos poderão recusar a entradas.
Hotéis- O preço apresentado é por pessoa e estão baseados numa ocupação dupla. Nem todos os hotéis dispõem de quarto triplo sendo por norma colocada uma cama extra que pode não ser de idêntica qualidade. Nos quartos equipados com duas camas ou casal, o triplo pode ser constituído apenas por aquelas camas.

A relação dos hotéis e apartamentos constantes dos programa é indicativa assim como a sua categoria que respeita a critérios e classificações locais cujos critérios por vezes são distintos dos utilizados em Portugal.

Refeições:

Salvo indicações em contrário, os preços apresentados para os suplementos de Meia Pensão e Pensão Completa não incluem bebidas.

Nas chegadas ao hotel após a 19h o primeiro serviço de refeição será o pequeno-almoço do dia seguinte, no ultimo dia e salvo possibilidade de late check-out, o ultimo serviço do hotel será o pequeno-almoço.

Horários de entrada e saída:

As horas e entrada e saída no primeiro e último dia, serão definidas em função do primeiro e ultimo serviço. Em regra, sem carácter vinculativo os quartos podem ser utilizados a partir das 14h do dia de chegada e deverão ser deixados livres até as 12h do dia de saída.

Nos apartamentos a entrada verifica-se geralmente pelas 17h do dia de chegada e deverão ser deixados livres até as 10h do dia de saída.

Condições especiais para crianças:

Dada a diversidade de condições aplicadas às crianças (destino e fornecedor) recomenda-se questionar sempre as condições especiais que porventura sejam aplicadas à viagem em causa.

Seguro:

A agência disponibiliza a venda de seguros que poderão ser adquiridos em função da viagem para garantia de situações de assistência e despesas de cancelamento.

O limite máximo de idade, para o seguro é de 75 anos inclusive.

Sri Lanka Comboio Kandy Ella

À descoberta do Sri Lanka com Carla Henriques


Condições Particulares

Documentação
Para esta viagem necessita de ter um passaporte com uma validade mínima de 6 meses a partir da data de saída do país visitado e duas páginas em branco.
O visto é obrigatório e pode tratar-se online neste link http://www.eta.gov.lk/slvisa/

Transferes
O Viajante que não adquira os voos à Papa-Léguas, pode não ter assegurado os transferes de chegada e partida caso os seus voos não sejam exatamente iguais aos voos reservados para o grupo.
Se o Viajante optar por reservar à Papa-Léguas os transferes para os voos por si comprados, implica o pagamento adicional dos mesmos que variam consoante o país de destino e o programa efetuado.

Líder de viagem
Esta é uma viagem de aventura e descoberta cultural. Quem lidera esta viagem é uma pessoa com experiência no país a visitar, tendo uma rede de contactos e de conhecimentos que facilita uma interação e uma experiencia cultural que se quer única. A sua missão é liderar o grupo durante todo o percurso facilitando a interação e a integração do grupo com os locais a visitar.
O papel do líder da viagem não deverá ser nunca confundido com o de guia turístico. Não são exigidos ao líder de viagem conhecimentos específicos sobre monumentos, museus ou outros locais de interesse turístico.
Caso a sua viagem inclua locais que pela sua complexidade histórica, geológica, biológica ou artística necessitem de um guia, o mesmo será previamente contratado e haverá uma referência explícita à sua existência no programa da sua viagem.

Grupo Whatsapp
A um mês da saida da viagem, a Papa-Léguas criará um grupo de whatsapp para que a interacção entre os viajantes e o lider se faça de forma simples e fluida. Quem não concordar com esta acção por favor informe-nos.

Líder da viagem

Carla Henriques

Líder de viagens

Há pessoas que viajam o mundo num ano, eu decidi viajar com calma, em cada país que visitei tentei absorver o melhor possível a cultura, a história, modos de vida, provar comida e bebida, fazer amigos e ajudar sempre que havia oportunidade. E é isto mesmo que me atrai nas viagens, sair da minha zona de conforto, a novidade, aprendizagem, a liberdade, as paisagens, os cheiros, as pessoas, no final o peso da mochila compensa a leveza da alma.

Saber mais >

Estamos a preparar o seu programa de viagem.
Aguarde por favor...

Tem uma questão?

Não hesite em nos ligar. Dispomos uma equipa especializada e teremos todo o gosto em falar consigo.

+351 21 845 26 89 / 90

geral@papa-leguas.com

Detalhes da viagem
  • Conforto
  • Dificuldade
  • Duração 17 dias
  • Inscrições 5 - 12 pessoas
  • Idade 16 - 75
  • Tipo de viagem Descoberta, Líder de viagem
  • Destinos Sri Lanka
  • Alojamento Hotel

O Sri Lanka, país que trouxe serendipidade para o vocabulário. Também chamado de Ceilão até 1972, começou a despertar a curiosidade do mundo depois de anos de conflitos. Apesar de ser uma ilha relativamente pequena, é dotada de uma coleção diversificada de paisagens, climas e características naturais.

Esta viagem ao Sri Lanka é marcada por cidades lendárias com mais de 2500 anos de história, inúmeras plantações de chá, parques naturais únicos para observar vida selvagem, cascatas, templos sagrados, praias paradisíacas e gentes de sorriso luminoso.

Vem nesta viagem com a líder de viagem Carla Henriques, conhecer a cultura do Sri Lanka, as suas paisagens mágicas, comida deliciosa, e ainda provar um chá.

Porque esta viagem é imperdível?
  • Fortaleza em Sigiriya, referido pelos locais como a Oitava Maravilha do Mundo;
  • Uma das viagens de comboio mais bonitas do mundo, entre Kandy e Ella;
  • Safari no parque Nacional Kumana (Yala Este), onde poderemos ter a sorte de observar elefantes, búfalos, crocodilos, pelicanos e quem sabe….talvez um leopardo;
  • Oportunidade de fazer snorkeling e observar um mundo novo debaixo de água;
  • Visitar um dos locais mais sagrados no Sri Lanka onde está guardado o dente sagrado de Buda;
  • Voltar atrás no tempo na visita às antigas cidades de Anuradhapura e Polannaruwa;
  • Viajar com causa: vamos ajudar a Fundação Dog Care Clinic que cuida de animais abandonados no Sri Lanka.

Incluido

  • Acompanhamento de líder de viagem português da Papa-Léguas;
  • Transferes de e para o aeroporto, no país a visitar (ver condições particulares);
  • Deslocação em transportes públicos e privados durante o itinerário;
  • Refeições: 14 pequenos-almoços;
  • 14 Noites de hotel, em quarto duplo;
  • Entrada nos monumentos a visitar, de acordo com o itinerário: Mihintale, Anuradhapura, Parque Nacional Pigeon Island, Polonnaruwa, Lion Rock Sigiriya, Grutas Dambulla, Templo do Dente Kandy, Safari, Fábrica de chá, templos Colombo;
  • Apoio à Fundação Dog Care Clinic;
  • Acompanhamento de guia local em locais específicos;
  • Seguro e assistência em viagem.

Excluido

  • Voos internacionais com taxas de aeroporto;
  • Visto de entrada no Sri Lanka (50 USD por pessoa);
  • Gastos derivados de condições meteorológicas adversas e atrasos de voos;
  • Todos os extras pessoais;
  • Qualquer tipo de gratificação;
  • Qualquer item não mencionado como incluído.
Mapa
Itinerário

Dia 1 Voo cidade de origem - Colombo

Voo com destino a Colombo. Noite a bordo.

Alojamento: XRefeições: X
Conforto: Dificuldade:

Dia 2 Chegada e transfere para Negombo

Chegada à cidade de Colombo. A líder de viagem Carla Henriques estará à espera de quem viajou no «voo do grupo» para assistência no aeroporto e transporte para o hotel, em Negombo.

Tempo livre para descansarem ou irem explorar Negombo, uma cidade intimamente ligada à história dos descobrimentos portugueses que, quando aqui chegaram com as primeiras naus, no início do século XVI, encontraram um clã chamado Karawa. Povo muito ligado às artes da pesca, os Karawa converteram‐se rapidamente ao catolicismo, facto comprovado pela herança deixada à cidade: dois terços da população são católicos praticantes.

Noite em Negombo.

Alojamento: HotelRefeições: X
Conforto: Dificuldade:

Dia 3 Negombo - Anuradhapura

Hoje começamos a verdadeira aventura no país a que Camões chamou de Taprobana.

Deixando Negombo para trás, rumamos a norte, até Anuradhapura. e as suas bem preservadas ruínas, classificadas pela UNESCO como Património da Humanidade. Fundada no século IV a.C., Anuradhapura chegou rapidamente a capital do Ceilão, cidade santa para os budistas e, alguns séculos mais tarde, também para os muçulmanos.

Os pontos de interesse são muitos, mas alguns que se destacam são: o templo Abhayagiri Vihara, as grandes stupas Ruwanwelisaya e Jetavanaramaya, e ainda Sri Maha Bodhiya, com a árvore mais antiga do mundo plantada pelo homem. Crê-se que a árvore provém de uma estaca da histórica árvore Sri Maha Bodhi em Bodh Gaya, na Índia, sob a qual Buda alcançou a Iluminação. Hoje é uma das mais sagradas relíquias budistas no Sri Lanka e respeitada pelos budistas de todo o mundo.

Noite em Anuradhapura.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 4 Anuradhapura - Mihintale - Trincomalee

Seguimos viagem com a primeira paragem em Mihintale, povoação localizada a apenas 13 quilómetros de Anuradhapura.

Embora existam aqui várias ruínas de interesse histórico, a principal razão que aqui nos traz é o grande rochedo, hoje local de peregrinação, onde se acredita ter havido um encontro entre o Rei Devanampiyatissa e o monge budista Mahinda, do qual terá sido autorizada a introdução do budismo no Sri Lanka. Os 1843 degraus que teremos de vencer são compensado com uma vista lindíssima.

Depois da visita seguimos para Trincomalee, com uma paragem no Forte Frederick e o templo Hindu Koneswaram dedicado a Lord Shiva, antes de seguir para o hotel.

Noite em Trincomalee.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 5 Trincomalee

Sendo o Sri Lanka uma ilha, uma das grandes vantagens são as praias que hoje vamos desfrutar.
Se existirem condições para snorkeling, vamos até ao Parque Nacional Pigeon Island observar o fantástico mundo aquático, e com sorte ainda vislumbramos algumas tartarugas que por lá passem.

Da parte da tarde, é tempo para aproveitarem livremente do sol, areia branca e mar azul.

Noite em Trincomalee.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 6 Trincomalee - Polonnaruwa - Sigiriya

Continuamos a nossa visita no triângulo cultural do país, desta vez rumo a Polonnaruwa, segunda capital do Sri Lanka, entre os séculos XI e XII D.C. Polonnaruwa é mais um dos locais mágicos que a ilha tem para oferecer. Tal como em Anuradhapura, também aqui as ruínas da antiga cidade estão muito bem preservadas e são, uma vez mais, Património Mundial da UNESCO.

Passamos a manhã entre os muitos atrativos do local, nomeadamente o «quadrilátero», constituído por um fascinante conjunto de edifícios, ou o famoso Gal Viharaya, santuário onde grandes estátuas de Buda foram esculpidas diretamente sobre a rocha de granito.
Depois da visita, seguimos para Sigiriya onde vamos pernoitar.

Noite em Sigiriya.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 7 Sigiriya

Talvez um dos mais emblemáticos destinos que podemos encontrar no país, Sigiriya é uma fortaleza‐palácio mandada construir em forma de leão, sobre um impressionante maciço rochoso, pelo rei Kashyapa I, no século V d.C. E se por ocasião da sua construção o objetivo era tentar impedir as invasões dos inimigos, o certo é que os anos encarregaram‐se de converter o complexo num extenso complexo monástico. Hoje o local é Património Mundial da UNESCO e reúne vários percursos que nos levarão a vencer os 370m de altura do rochedo, através de jardins geométricos, inúmeras ruínas de edifícios, fontes, piscinas, frescos e gravuras. É uma visita que não deixará ninguém indiferente.

Da parte da tarde vamos visitar o Templo Gruta de Dambulla, também conhecido como o Templo Dourado. Classificado como património da UNESCO, é o maior e o mais bem preservado complexo de cavernas do país. Existem mais de 80 cavernas documentadas na área circundante mas as principais atrações estão espalhadas por cinco cavernas, que contêm estátuas e pinturas relacionadas com Gautama Buda e sua vida.

Noite em Sigiriya.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 8 Kandy

Depois de uma viagem até Kandy, o resto do dia de hoje será reservado a explorar esta cidade. Começamos com a visita a um dos tesouros nacionais: o Sri Dalada Maligawa. Também conhecido como o Templo da Relíquia do Dente Sagrado, é aqui que se acredita existir um dos dentes caninos do próprio Buda, guardado num pequeno cofre de ouro.

Depois de deixarmos o templo, vamos dedicar‐nos a outros locais históricos e culturais que a cidade tem para oferecer, nomeadamente a envolvente do grande lago, o casario colonial edificado em muitas das ruas e os mosteiros budistas.

Já no início da noite, vamos até ao teatro assistir a um espetáculo onde músicos, acrobatas, dançarinos e malabaristas com fogo, nos vão surpreender.

Noite em Kandy.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 9 Comboio de Kandy - Ella

Seja azul ou vermelho, hoje o comboio vai levar-nos numa incrível viagem entre Kandy e Ella. Atravessando as montanhas do centro do país, túneis, campos de chá e cascatas, este é um percurso de grande beleza paisagística e um dos trajetos sobre carris mais espetaculares do mundo. O grande problema vai ser conseguirem parar de fotografar!

Noite em Ella.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 10 Ella

Estamos nas montanhas e nada como uma pequena caminhada para explorar a área. Vamos caminhar por bosques verdejantes e plantações de chá que nos levam até ao Little Adam's Peak. Tratando‐se de um ponto privilegiado para avistar uma paisagem de cortar a respiração, onde o »rochedo» e o imenso vale de Ella têm lugar de destaque. O impressionante é a possibilidade de se poder avistar, caso o estado do tempo assim o permita, a costa sul do Sri Lanka.

Depois continuamos caminho até à famosa Ponte dos 9 Arcos. Erguida entre florestas e plantações de chá, é uma obra icónica e um dos melhores exemplos de construção ferroviária da época colonial no Sri Lanka.

Noite em Ella.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 11 Arugam Bay

Saímos de Ella a caminho de Arugam Bay, um assentamento histórico do antigo Território Batticaloa e destino muito conhecido, principalmente entre surfistas. Mas para além das ondas, esta baía é possivelmente uma das praias mais bonitas do país!

Durante a viagem vamos visitar uma fábrica de chá para aprender acerca do fabrico dos saborosos chás do Ceilão. Vamos ainda ter uma pequena paragem para visitar as cascatas Rawana. Para além das suas águas cristalinas, o lugar alberga ainda uma importante colónia de macacos e é onde muitos dos habitantes locais costumam banhar‐se.

Noite em Arugam Bay.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 12 Safari no Parque Nacional Kumana

Vamos acordar bem cedo para a nossa aventura no Parque Nacional de Kumana, conhecido também como Yala Este. Para além de ser um santuário de pássaros, onde grandes bandos de aves aquáticas migratórias e aves pernaltas podem ser vistos, é também lar de muitos mamíferos, como elefantes e leopardos. Só temos de fazer figas e, para além de desfrutar do cenário, esperar que algum destes animais nos venha cumprimentar.

A parte da tarde será livre para desfrutarem da área, e se quiserem, até podem fazer uma aula de surf.

Noite em Arugam Bay.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 13 Arugam Bay - Mirissa - Unawatuna

Aqui vamos nós, rumo a Unawatuna, na costa sul. É um dia de viagem, onde podemos apreciar a paisagem a mudar, desde a costa Este atravessando áreas protegidas, até chegar à costa sul.

Vamos ainda fazer uma pequena paragem em Mirissa, e dependendo da hora podemos ir visitar o Centro de Conservação de Tartarugas antes de ir até ao nosso hotel em Unawatuna.

Noite em Unawatuna.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 14 Dog Care Clinic - Galle

Vamos conhecer a Dog Care Clinic, fundação que estamos a apoiar com esta viagem, e conhecer um pouco dos projetos que desenvolvem e os seus habitantes de 4 patas.

Depois vamos até Galle e visitar o forte. Inicialmente construído pelos portugueses, em 1588, e mais tarde significativamente ampliado pelos holandeses, é também considerado Património da Humanidade pela UNESCO. O forte é hoje uma pequena cidade cheia de cor, população multiétnica, igrejas coloniais, pequenas lojas de artesanato, ruelas típicas e uma extensa zona muralhada, repleta de baluartes, com vistas que se perdem nos confins do Índico.

Noite em Unawatuna.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 15 Colombo

Último dia completo no Sri Lanka e tempo de celebrarmos a viagem.

Percorremos 120 quilómetros que nos separam da capital do Sri Lanka. Colombo, mais que qualquer outra, é uma cidade muito particular - muito incomum do mundo de hoje - onde hindus, muçulmanos, cristãos e budistas vivem em harmonia quase absoluta. Há entre os habitantes um respeito mútuo face às crenças religiosas e culturais de cada um, singularidade que faz do Sri Lanka aquilo que nos últimos dias temos vindo a descobrir.

Vamos ter oportunidade de visitar alguns locais como o templo Gangarama, a mesquita Jami Ul-Alfar, observar alguns dos edifícios coloniais e o Forte.

Noite em Colombo.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 16 Voo Colombo - cidade de origem

Transfere para o aeroporto e voo para a cidade de origem.

Alojamento: XRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 17 Chegada à cidade de origem

Chegada à cidade de origem.

Alojamento: XRefeições: X
Conforto: Dificuldade:

FAQs

Esta viagem é para mim?

O Sri Lanka tem passado por muitos desafios ao longo dos anos e hoje em dia é um país a tentar sair de uma crise económica. Muitos dos restaurantes e alojamentos fecharam, muitos dos que resistem estão a precisar de manutenção. As viagens são longas, existem cortes de energia, o serviço pode não ter a rapidez aque estás habituado, e lembra-te que esta é uma ilha tropical e existem muitos animais por todos o lado, grandes e pequenos. Mas se queres viver uma aventura no Sri Lanka durante 16 dias, de montanhas a praias, a passar por um safari para observar vida selvagem e uma das viagens de comboio mais épicas do mundo, com oportunidade de ver elefantes, assistir a espetáculos de dança tradicionais e provar do melhor chá do mundo, esta é uma viagem para ti.

Quem será o guia desta viagem?

Esta viagem é acompanhada pela Líder de Viagem Carla Henriques.

Em que tipo de alojamentos fico nesta viagem?

Ficamos em quartos duplos básicos, com casa de banho privada, em hotéis que são simples mas bem localizados, por forma a facilitar as deslocações. Privilegiamos hotéis de pequeno a médio tamanho, geridos por famílias locais, por forma a promover a economia local e onde nos sentimos sempre bem recebidos e acolhidos. Existe wifi disponível, mas o alcance pode não chegar ao teu quarto, a maioria das vezes a velocidade de ligação não é a melhor, e no caso de cortes de energia simplesmente não funciona.

Que tipo de transportes usamos nesta viagem?

Nesta viagem vamos circular em veículo privado e alguns trechos de transporte público. Além de autocarros, vamos ter um dia em que nos vamos deslocar de comboio entre Ella e Kandy. Em algumas situações vamos usar os tuk-tuks para deslocação e durante o safari vamos percorrer o Parque Nacional de Udalawale em jeeps com capacidade para 6 pessoas.

Os transferes de chegada e partida estão incluídos?

Sim, os transferes de chegada e partida estão incluídos se viajares no «voo de grupo». Nesta viagem existe «o voo de grupo», ou seja, existe uma hora especifica para a chegada (e partida) e os transferes serão de acordo com a hora de chegada (e partida) desse voo. Se optares por comprar voos diferentes, terás de estar no aeroporto de chegada à mesa hora que o voo de grupo, para usufruir dos transferes. Bem como deves ter a mesma hora de partida para usufruíres dos transferes.

A Papa-Léguas trata dos voos?

A Papa-Léguas envia-te uma proposta de voos. Depois de receberes a simulação dos voos, podes optar por comprar à Papa-Léguas ou noutra agência ou online.

Onde me encontro com o grupo?

No aeroporto à chegada a Colombo ou no hotel (caso não viajes nos voos do grupo).

Se me inscrever sozinho/a, tenho que pagar suplemento individual?

Não necessariamente. Se não fizer questão de ficar sozinho/a nos alojamentos, poderá partilha-los com outra pessoa inscrita. A Papa-Léguas poderá agrupar aos pares, por sexo e por ordem cronológica de inscrição, os viajantes que se inscreverem individualmente para a mesma viagem e, se o número de participantes for ímpar, o que ficar isolado deverá pagar o suplemento individual respetivo.

Posso beber água da torneira no Sri Lanka?

No Sri Lanka não deves ingerir água que não seja engarrafada e selada. No entanto, para evitar o consumo excessivo de plástico, aconselhamos que leves contigo uma garrafa reutilizável e que vás enchendo de garrafões que podes comprar ou por vezes se encontram disponíveis para reabastecer nos hotéis.

Quanto dinheiro devo levar para os meus gastos pessoais?

Em média, para refeições, 20 Eur diários são suficientes. Para além de refeições, podes ter gastos pessoais atividades extra como workshops, ou entradas em locais que queiras visitar, em lavandaria, compras e gorjetas ao condutor e guia local.

No programa terra, está incluído um seguro? Quais as suas coberturas?

Sim, está incluído. A exceção é para viajantes que não partam de solo nacional, sejam ou não titulares de nacionalidade portuguesa. O seguro incluído não cobre Covid-19 mas pode acionar um seguro opcional sugerido pela Papa-Léguas que cobre Covid-19.

Que documentação é necessária para fazer esta viagem?

Passaporte válido com data de validade superior a 6 meses após a data do teu regresso e também necessitas de tratar do visto online para entrares no país.

Que equipamento é imprescindível para fazer esta viagem?

É importante que leves calçado confortável para os passeios nas cidades e na caminhada na zona de montanha. Os dias também podem ser bastante quentes, por isso chapéu, óculos de sol e protetor solar são importantes. O repelente de insetos também é essencial e não esquecer fato de banho para uns mergulhos.

Quais as restrições sanitárias para entrar no país?

Não existem restrições sanitárias para entrar no país. Em relação às restrições Covid-19, devido a constantes alterações das mesmas, agradecemos que contactes a Papa-Léguas para mais informações.

Porque esta é uma viagem EXPLORER?

As viagens EXPLORER são destinadas a um conjunto de viajantes intrépidos, de mente aberta e espírito jovem! Usaremos hotéis simples e que reflitam a essência da região onde se inserem. Viajaremos frequentemente em transportes públicos, de forma a promover um contacto mais próximo com as populações que estamos a visitar. O foco está na experiencia única e nas histórias que vais carregar na mochila para o resto da vida. Podes dizer a todos os teus amigos que estão dispostos a sacrificar algum do conforto habitual em troca de uma experiencia mais condizente com o local que estão a visitar que estas viagens também são para eles.

3 avaliações de À descoberta do Sri Lanka com Carla Henriques

3 Avaliações
Ordenar por: Avaliação Data

Teresa G.

Gostei bastante, pela diversidade das atividades realizadas que me proporcionaram a descoberta de um povo incrível e da sua riqueza histórica, paisagística e cultural. Um agradecimento especial à Carla Henriques, líder experiente e conhecedora do país, extremamente disponível, prestável e incansável na gestão de situações pontuais imprevistas.

Teresa B.

Gostei imenso do programa desta viagem ao Sri Lanka, pois tive a possibilidade de ficar com uma perspectiva geral desta ilha com gente magnífica, e da sua cultura.

Raquel .

Viagem extremamente diversificada nas atividades propostas e excelente relação preço/ qualidade.

GDPR