pt-pt +351 21 845 26 89 / 90 geral@papa-leguas.com
+351 21 845 26 89 / 90 geral@papa-leguas.com

À descoberta do Sudeste Asiático com Nuno Cruz

(10 Avaliações)
Desde 1.900
Voos não incluídos
Quarto individual
380
Disponibilidade
Início
Fim
Estado
Quinta18 Abr, 2024
Domingo05 Mai, 2024
disponivel1.900,0
Quinta28 Nov, 2024
Domingo15 Dez, 2024
disponivel1.900,0
Inscreva-se
Pergunte-nos
Pagar um sinal de 30% por viagem
Condições Particulares Condições Gerais
templo de pedra com troncos de arvores em angkor wat no camboja na viagem pela indochina

À descoberta do Sudeste Asiático com Nuno Cruz


Condições Gerais

O presente programa / catálogo online é o documento informativo no qual se inserem as presentes condições gerais, dele fazendo parte integrante e que constituem, na ausência de documento autónomo o contrato de viagem.
 
A presente informação é vinculativa para a agência salvo alguma das presentes condições:
  1. Se as alterações nas seguintes condições tenham sido comunicadas claramente por escrito ao cliente antes da celebração do contrato e as mesmas estejam devidamente previstas no programa;
  2. Quaisquer alterações posteriores à celebração do contrato dependem de acordo prévio das partes, salvo o previsto na cláusula “impossibilidade de cumprimento”.
As presentes condições gerais obedecem ao disposto no Decreto-lei 61/2011 de 06 de Maio, com a alteração que foi introduzida pelo Decreto-lei 199/2012 de 24 de Agosto.
 
As Condições Gerais cujo objeto seja uma viagem organizada constante do presente programa e as condições particulares que constam da documentação de viagem facultada ao cliente no momento de reserva da viagem consubstanciam o contrato de viagem que vincula as partes.

1. ORGANIZAÇÃO

A organização técnica e venda das viagens incluídas no presente site é da responsabilidade da Papa-Léguas, agência de viagens e turismo Lda, com sede na Rua Manuel Assunção Mestre, nº22,  7780-199 Castro Verde, matriculada na conservatoria do Registo Comercial de Lisboa e com Contribuinte Fiscal nº 504163590, com o capital social realizado de 99.759,60€ (noventa e nove mil, setecentos e cinquenta e nove euros e sessenta cêntimos), e com o registo  RNAVT nº 2275 e RNAAT nº 67/2014.

2. INSCRIÇÕES

No acto da inscrição o cliente deverá depositar 30 % do preço do serviço, liquidando os restantes 70% até 21 dias antes do início do serviço. Se a inscrição tiver lugar a 21 dias ou menos da data do início do serviço, o preço total do mesmo deverá ser paga no acto da inscrição. A Papa-Léguas, agência de viagens e turismo Lda reserva-se o direito de anular qualquer inscrição cujo pagamento não tenha sido efectuado nas condições acima mencionadas. As reservas encontram-se condicionadas à obtenção da parte dos fornecedores da confirmação de todos os serviços.

Os preços das viagens são apresentados por pessoa e tendo por base a ocupação em quarto partilhado por duas pessoas. A agência organizadora agrupará aos pares, por sexo, e por ordem cronológica de inscrição os Clientes que se inscreverem individualmente para a mesma viagem. O Cliente que ficar isolado deverá pagar o suplemento individual respetivo, sempre que exigido pelo prestador de serviços.

INFORMAÇÃO AO ABRIGO DA LEI N.º 144/2015 DE 8 DE SETEMBRO:

Nos termos da Lei n.º 144/2015 de 8 de Setembro informamos que o Cliente poderá recorrer às seguintes Entidades de Resolução Alternativa de Litígios de Consumo:

i) Provedor do Cliente das Agências de Viagens e Turismo in www.provedorapavt.com;

ii) Comissão Arbitral do Turismo de Portugal in www.turismodeportugal.pt

iii) ou a qualquer uma das entidades devidamente indicadas na lista disponibilizada pela Direcção Geral
do Consumidor in http://www.consumidor.pt cuja consulta desde já aconselhamos.

3. RECLAMAÇÕES

As reclamações apenas poderão ser consideradas desde que apresentadas por escrito à agência no prazo máximo de 30 dias após o termo da prestação dos serviços.

Em caso de reclamação por incumprimento dos serviços contratados poderá o cliente accionar o Fundo de Garantia de viagens e Turismo previsto nos termos no DL 61/2011 de 06 de Maio na sua redacção actual, devendo para isso apresentar a respectiva reclamação:

i) Junto do Provedor do Cliente pois a Papa-Léguas, agência de viagens e turismo Lda. é aderente ao Provedor do Cliente das Agências de Viagens e Turismo in www.provedorapavt.com. Para usufruir deste serviço deverá no prazo de 20 dias úteis após o fim da viagem apresentar a sua reclamação por escrito. As agências estão vinculadas ao pontual cumprimento da decisão que venha a ser emitida por tal entidade.

ii) Junto do Turismo de Portugal I.P in www.turismodeportugal.pt no prazo de 30 dias após : (i) o termo da viagem; (ii) o cancelamento da viagem imputável à agência; (iii) a data de conhecimento da impossibilidade da sua realização por facto imputável à agência; (iv) o encerramento do estabelecimento.

iii) Junto de qualquer uma das entidades constantes do site da Direcção Geral do Consumidor in http://www.consumidor.pt

4. BAGAGEM

1) A agência é responsável pela bagagem nos termos legais;

2) O cliente tem obrigação de reclamar junto da entidade prestadora dos serviços no momento de subtracção, deterioração ou destruição de bagagem.

3) No transporte internacional, em caso de dano na bagagem, a reclamação deverá ser feita por escrito ao transportador imediatamente após a verificação do dano, e no máximo 7 dias a contar da sua entrega. Estando em caso o mero atraso na entrega da bagagem a reclamação deverá ser feita dentro de 21 dias a contar da data de entrega da mesma.

4) A apresentação de tal reclamação será fundamento essencial para o accionamento da responsabilidade da Papa-Léguas, agência de viagens e turismo Lda sobre a entidade prestadora do serviço.

5. LIMITES

A responsabilidade da agência terá como limite o montante máximo exigível às entidades prestadoras dos serviços, nos termos da Convenção de Montreal, de 28 de Maio de 1999, sobre Transporte Aéreo Internacional, e da Convenção de Berna, de 1961, sobre Transporte Ferroviário.

No que concerne aos transportes marítimos, a responsabilidade das agências de viagens, relativamente aos seus clientes, pela prestação de serviços de transporte, ou alojamento, quando for caso disso, por empresas de transportes marítimos, no caso de danos resultantes de dolo ou negligência destas, terá como limites os seguintes montantes:

a) € 441.436, em caso de morte ou danos corporais;

b) € 7.881, em caso de perda total ou parcial de bagagem ou da sua danificação;

c) € 31.424, em caso de perda de veículo automóvel, incluindo a bagagem nele contida;

d) € 10.375, em caso de perda de bagagem, acompanhada ou não, contida em veículo automóvel;

e) € 1.097, por danos na bagagem, em resultado da danificação do veículo automóvel.

Quando exista, a responsabilidade das agências de viagens e turismo pela deterioração, destruição e subtracção de bagagens ou outros artigos, em estabelecimentos de alojamento turístico, enquanto o cliente aí se encontrar alojado, tem como limites:

a) € 1.397, globalmente;

b) € 449 por artigo;

c) O valor declarado pelo cliente, quanto aos artigos depositados à guarda do estabelecimento de alojamento turístico.

A responsabilidade da agência por danos não corporais poderá ser contratualmente limitada ao valor correspondente a cinco vezes o preço do serviço vendido.

6. DESPESAS DE RESERVA

Por cada reserva serão cobradas as seguintes verbas:

Despesas de Reserva :

  • Portugal: 30€ (trinta euros);
  • Restantes Países: 50€ (cinquenta euros).

(valores não reembolsáveis)

Despesas de Alterações:

Por cada alteração (nomes, datas, tipo de apartamento ou quarto, viagem, etc) : 50€ (cinquenta euros). Salientamos que a aceitação de tais alterações depende de aceitação por parte dos respectivos fornecedores

7. DOCUMENTAÇÃO

O cliente deverá possuir em boa ordem a sua documentação pessoal ou familiar, (bilhete de identidade, documentação militar, autorização para menores, vistos, certificado de vacinas e outros eventualmente exigidos). A agência declina qualquer responsabilidade pela recusa de concessão de vistos ou a não permissão de entrada ao cliente em país estrangeiro; sendo ainda da conta do cliente todo e qualquer custo que tal situação acarretar.

Viagens na União Europeia:

  • Os clientes (independente da idade) que se desloquem dentro da União Europeia deverão ser possuidores do respectivo documento de identificação civil (passaporte; B.I, Cartão do Cidadão);
  • Para obtenção de assistência médica devem ser portadores do respectivo Cartão Europeu do Seguro de Doença ;
  • Os nacionais de países não comunitários devem consultar informação específica quanto à documentação necessária para realização de viagem junto das embaixadas/ consulados dos países de origem.

Viagens fora da União Europeia:

  • Os clientes (independente da idade) que se desloquem deverão ser possuidores do respectivo documento de identificação civil (passaporte) bem como do visto se necessário (obtenha tal informação junto da agência no momento da reserva) ;
  • Os nacionais de países não comunitários devem consultar informação específica quanto à documentação necessária para realização de viagem junto das embaixadas/ consulados dos países de origem.
8. MUDANÇAS

Caso os fornecedores da viagem em causa permitam, sempre que um cliente, inscrito para uma determinada viagem, desejar mudar a sua inscrição para uma outra viagem ou para a mesma com partida em data diferente, ou outra eventual alteração, deverá pagar a taxa, como despesas de alteração. Contudo, quando a mudança tiver lugar com 21 dias ou menos de antecedência em relação à data da partida da viagem, para a qual o cliente se encontra inscrito, ou se os fornecedores de serviços não aceitarem a alteração, fica sujeito às despesas e encargos previstos na rubrica “desistência (rescisão)”.

Após iniciada a viagem, se solicitada a alteração dos serviços contratados por motivos não imputáveis à agência (ex. ampliação das noites de estadia, alteração de voo) os preços dos serviços turísticos poderão não corresponder aos publicados no site que motivou a contratação.

9. CESSÃO DA INSCRIÇÃO (POSIÇÃO CONTRATUAL)

O cliente pode ceder a sua inscrição, fazendo-se substituir por outra pessoa que preencha todas as condições requeridas para a viagem, desde que informe a agência vendedora com pelo menos sete dias de antecedência e que tal cessão seja possível nos termos dos regulamentos de transporte aéreos aplicáveis. Em caso de cruzeiros e viagens aéreas o prazo previsto será de quinze dias de antecedência.

A cessão da inscrição responsabiliza solidariamente cedente e cessionário pelo pagamento do preço viagem e pelos encargos adicionais originados.

10. ALTERAÇÕES

Sempre que existam razões alheias que o justifiquem, a agência organizadora poderá alterar a ordem dos percursos, modificar as horas de partida ou substituir qualquer dos hotéis previstos por outros de categoria e localização similar, devendo informar o cliente da tal alteração, logo que dela tenha conhecimento.

11. ANULAÇÕES DO PROGRAMA PELA AGÊNCIA

Quando a viagem esteja dependente de um número mínimo de participantes a Agência reserva-se o direito de cancelar a viagem organizada caso o número de participantes alcançado seja inferior ao mínimo. Nestes casos, o cliente será informado por escrito do cancelamento no prazo de 15 (quinze) dias.

12. ALTERAÇÃO AO PREÇO

Os preços constantes do programa estão baseados nos custos dos serviços e taxas de câmbio vigentes à data de impressão deste programa, pelo que estão sujeitos a alterações que resultem de variações no custo dos transportes ou do combustível, de direitos, impostos, taxas e flutuações cambiais até 20 dias antes da data de viagem.

13. REEMBOLSOS

Depois de iniciada a viagem não é devido qualquer reembolso por serviços não utilizados pelo cliente por motivos de força maior ou por causa imputável ao cliente, salvo reembolso pelos respectivos fornecedores. A não prestação de serviços previstos no programa de viagem por causas imputáveis à agência organizadora e caso não seja possível a substituição por outros equivalentes, confere ao cliente o direito a ser reembolsado pela diferença entre o preço dos serviços previstos e o dos efectivamente prestados.

14. IMPOSSIBILIDADE DE CUMPRIMENTO

Se previamente ao inicio da viagem e por factos não imputáveis à agência organizadora esta vier a ficar impossibilitada de cumprir algum serviço essencial constante do programa de viagem, tem o cliente direito a desistir da viagem, sendo imediatamente reembolsado de todas as quantias pagas ou, em alternativa, aceitar uma alteração e eventual variação de preço.

Se os referidos factos não imputáveis à agência organizadora vierem a determinar a anulação da viagem, pode o cliente ainda optar por participar numa outra viagem organizada de preço equivalente. Se a viagem organizada proposta em substituição for de preço inferior, será o cliente reembolsado da respectiva diferença.

15. DESISTÊNCIA (RESCISÃO)

O Cliente ou algum dos seus acompanhantes é livre de desistir da viagem a todo o tempo.

i) Tal cancelamento implica que o mesmo seja responsável pelo pagamento de todos os encargos a que o início do cumprimento do contrato e a sua desistência dêem lugar e ainda por uma percentagem que pode ir até 15% do preço da viagem.

ii) Quando seja caso disso, o cliente será reembolsado pela diferença entre a quantia paga e os montantes acima referidos.

iii) O cancelamento de serviços de viagem / viagens organizadas cuja reserva tenha sido efectuada utilizando como forma de pagamento o vale emitido ao abrigo do Decreto-lei n.º 17/2020 de 23 de Abril está sujeito a uma taxa de rescisão de valor igual ao preço do serviço, de forma a evitar reservas simuladas ou fraudulentas feitas apenas com o intuito de antecipar o recebimento dos valores titulados pelo vale.

16. CANCELAMENTO

Se por facto não imputável ao cliente, a agencia tiver de cancelar a viagem organizada antes da data de partida, o cliente pode optar por:

i) Ser imediatamente reembolsado de todas as quantias pagas, ou

ii) Em alternativa, optar por participar numa outra viagem organizada, sendo reembolsado da eventual diferença de preço que possa existir;

17. RESPONSABILIDADE

A responsabilidade da agência organizadora das viagens constantes deste programa e emergentes das obrigações assumidas, encontra-se garantida por um seguro de responsabilidade civil na Companhia de seguros Fidelidade, com a apólice n.º 9257343, no montante de 75.000€ (Setenta e cinco mil euros) nos termos da legislação em vigor.

18. IVA

Os preços mencionados neste programa reflectem já o Imposto de Valor Acrescentado à taxa actual de 23%.

19. VALIDADE

Este programa é válido de 01/01/2023 a 31/12/2023

20. NOTAS
  • As restantes condições especiais estarão incluídas na página de cada destino e viagem em concreto- condições particulares – e que fazem parte do contrato de viagem.
  • As presentes condições gerais poderão ser complementadas por quaisquer outras específicas desde que devidamente acordadas pelas partes.
  • Os preços dos programas estão baseados na cotização média do dólar pelo que qualquer derivação relevante desta moeda poderá implicar uma revisão dos preços da viagem nos termos constantes da cláusula “alteração de preço”.
  • Devido ás constantes alterações do preço dos combustíveis sobre os preços praticados poderá haver alteração do suplemento de combustível inserido no preço nos termos constantes da cláusula “alteração de preço”.
  • As categorias dos hotéis apresentados nesta brochura seguem as normas de qualidade do pais de acolhimento, podendo os mesmos ser alterados por outros similares quando por motivos alheios à agência não seja possível manter ou confirmar a reserva existente, obrigando-se a agência a informar o cliente logo que de tal tenha conhecimento.
21. INFORMAÇÕES GERAIS

Horas de chegada ou partida:

As horas de partida e de chegada estão indicadas na hora local do respectivo pais e de acordo com horários das respectivas companhias aérea à data de impressão deste programa, podendo por isso ser sujeitas a alteração.

Hotéis / Apartamentos:

Apartamentos - No caso do alojamento ser contratado em apartamento é da responsabilidade do cliente a informação do número de pessoas que irão ocupar o apartamento. No caso de se apresentarem mais pessoas que as reservadas, os apartamentos poderão recusar a entradas.
Hotéis- O preço apresentado é por pessoa e estão baseados numa ocupação dupla. Nem todos os hotéis dispõem de quarto triplo sendo por norma colocada uma cama extra que pode não ser de idêntica qualidade. Nos quartos equipados com duas camas ou casal, o triplo pode ser constituído apenas por aquelas camas.

A relação dos hotéis e apartamentos constantes dos programa é indicativa assim como a sua categoria que respeita a critérios e classificações locais cujos critérios por vezes são distintos dos utilizados em Portugal.

Refeições:

Salvo indicações em contrário, os preços apresentados para os suplementos de Meia Pensão e Pensão Completa não incluem bebidas.

Nas chegadas ao hotel após a 19h o primeiro serviço de refeição será o pequeno-almoço do dia seguinte, no ultimo dia e salvo possibilidade de late check-out, o ultimo serviço do hotel será o pequeno-almoço.

Horários de entrada e saída:

As horas e entrada e saída no primeiro e último dia, serão definidas em função do primeiro e ultimo serviço. Em regra, sem carácter vinculativo os quartos podem ser utilizados a partir das 14h do dia de chegada e deverão ser deixados livres até as 12h do dia de saída.

Nos apartamentos a entrada verifica-se geralmente pelas 17h do dia de chegada e deverão ser deixados livres até as 10h do dia de saída.

Condições especiais para crianças:

Dada a diversidade de condições aplicadas às crianças (destino e fornecedor) recomenda-se questionar sempre as condições especiais que porventura sejam aplicadas à viagem em causa.

Seguro:

A agência disponibiliza a venda de seguros que poderão ser adquiridos em função da viagem para garantia de situações de assistência e despesas de cancelamento.

O limite máximo de idade, para o seguro é de 75 anos.

templo de pedra com troncos de arvores em angkor wat no camboja na viagem pela indochina

À descoberta do Sudeste Asiático com Nuno Cruz


Condições Particulares

Documentação
Passaporte em vigor, com uma validade mínima de 6 meses da data de saída do último país visitado e com duas páginas em branco.

Vistos:
Camboja – 35 USD a tratar na entrada do país + 1 fotografia tipo passe OU tratar do visto pela internet – visto eletrónico do Camboja: https://www.evisa.gov.kh/

Laos – 36 USD (depende da nacionalidade) a tratar na entrada do país + 1 fotografia tipo passe.

Vietname entrada single: e-visa Vietname: https://evisa.xuatnhapcanh.gov.vn/en_US/web/guest/home

Refeições
As refeições serão tomadas, sempre que possível, em restaurantes de gastronomia típica e frequentados pela população local, garantindo assim, um contacto tão próximo quanto possível com a cultura gastronómica do país visitado. Tenha em linha de conta que o standard pode não coincidir com aquele a que está habituado em Portugal.

Suplemento individual
O suplemento de quarto individual não se aplica à noite em comboio e em embarcação.

Líder da viagem
Esta é uma viagem de aventura e descoberta cultural. Quem lidera esta viagem é uma pessoa com experiencia no país a visitar, tendo uma rede de contactos e de conhecimentos que facilita uma interação e uma experiencia cultural que se quer única. A sua missão é liderar o grupo durante todo o percurso facilitando a interação e a integração do grupo com os locais a visitar.
O papel do líder da viagem não deverá ser nunca confundido com o de guia turístico. Não são exigidos ao líder de viagem conhecimentos específicos sobre monumentos, museus ou outros locais de interesse turístico.
Caso a sua viagem inclua locais que pela sua complexidade histórica, geológica, biológica ou artística necessitem de um guia, o mesmo será previamente contratado e haverá uma referência explícita à sua existência no programa da sua viagem.

Comboio noturno
O participante poderá ter de partilhar a carruagem com viajantes de outros grupos.

Transferes
O Viajante que não adquira os voos à Papa-Léguas, pode não ter assegurado os transferes de chegada e partida caso os seus voos não sejam exatamente iguais aos voos reservados para o grupo.
Se o Viajante optar por reservar à Papa-Léguas os transferes para os voos por si comprados, implica o pagamento adicional dos mesmos que variam consoante o país de destino e o programa efetuado.

Líder da viagem

Nuno Cruz

Líder de viagens

Nos grupos que lidero faço a ponte entre estas pessoas que constituem os seus espaços e os viajantes enquanto se imergem em conjunto nas culturas e hábitos locais através destes guias, amigos e viajantes que a vida trouxe ao meu caminho :D

Saber mais >

Estamos a preparar o seu programa de viagem.
Aguarde por favor...

Tem uma questão?

Não hesite em nos ligar. Dispomos uma equipa especializada e teremos todo o gosto em falar consigo.

+351 21 845 26 89 / 90

geral@papa-leguas.com

Detalhes da viagem
  • Conforto
  • Dificuldade
  • Duração 18 dias
  • Inscrições 5 - 11 pessoas
  • Idade 17 - 75
  • Tipo de viagem Descoberta, Líder de viagem
  • Destinos Camboja, Laos, Vietname
  • Alojamento Comboio, Embarcação, Hotel

Uma aventura na Indochina, significa conhecer três países numa só viagem: Camboja, Vietname e Laos.

O longínquo Sudeste Asiático  sempre exerceu um enorme fascínio sobre os viajantes. Partir à descoberta do Sudeste Asiático é buscar a vida tranquila que se observa à medida que viajamos por aldeias ladeadas por tranquilos riachos, os templos milenares que visitamos, os cheiros exóticos emoldurados por uma arquitetura tradicional fazem desta região do mundo um dos locais a visitar pelo menos uma vez na vida.

Esta viagem pelo Sudeste Asiático será acompanhada por um experiente viajante, que conhece e servirá de facilitador durante toda a aventura pelos países que visitaremos, o líder de viagens Nuno Cruz.

Porque esta viagem é imperdível?
  • Bairro Francês de Ho Chi Min;
  • Baía Bai Tu long;
  • Mercado noturno de Luang Prabang;
  • Os templos de Angkor Wat.

Incluido

  • Acompanhamento de líder de viagem português da Papa-Léguas;
  • Transferes aeroporto - hotel - aeroporto (veja as condições particulares);
  • Todos os transportes terrestres em veículos públicos e privados;
  • 13 Noites de hotel e 1 de embarcação em quarto duplo e 1 noite em camarote de comboio para 4 pessoas;
  • Refeições: 14 pequenos-almoços, 1 almoço e 1 jantar;
  • Visitas de acordo com o itinerário;
  • Seguro e assistência em viagem.

Excluido

  • Voos internacionais e voos nacionais;
  • Vistos de entrada: Vietname (25USD single entrada), Camboja (30USD) e Laos (35USD);
  • Taxas de aeroporto;
  • Todas as atividades e visitas opcionais;
  • Todas as despesas pessoais;
  • Qualquer tipo de gratificação;
  • Qualquer item não mencionado como incluído.
Mapa
Itinerário

Dia 1 Voo cidade de origem - Hanoi

Voo desde a cidade de origem com destino a Hanói, Vietname.
Escalas intermédias e noite em voo.

Alojamento: XRefeições: X
Conforto: Dificuldade:

Dia 2 Chegada a Hanói

Hanói, capital do Vietname, é uma cidade eletrizante que vibra ao longo de vielas e ruas cheias de bicicletas, motos que, como formigas, se movem incessantemente por todo o lado forçando os carros a um trânsito mais lento e demorado.

Barbeiros de rua, vendedores ambulantes e pequenos restaurantes improvisados nas calçadas misturam-se entre os cafés e as lojas com mil e uma coisas. Em cada canto há um misto de moderno e antigo, com os prédios a representarem uma mistura entre o colonialismo francês e a desorganização e decadência vietnamita espelhado nas fachadas antigas e a cair literalmente aos pedaços. Um misto de fashion e tradicional nas indumentárias, chapéus de palha em bico, bandeiras vietnamitas e gaiolas majestosas onde inúmeros pássaros encantam quem os escuta e se misturam com os sons das motos e buzinas.

É uma das cidades favoritas do sudoeste asiático do líder de viagem, pela energia frenética e os cafés familiares onde a vida social discorre com um sua da ou um egg coffee.

Após viajarmos do aeroporto até ao hotel, passeamos pelo centro desta icónica cidade explorando os seus segredos e os motivos pelos quais o tour líder tanto se apaixonou por ela.
Depois de chegarmos e em função da hora de chegada, deixamos as malas no hotel ou fazemos check-in e vamos esticar as pernas caminhando até ao lago Hoan Kiem, deliciando-nos no caminho com um roti de chocolate, macha ou queijo.

Do lago exploramos o bairro dos comerciantes, com as suas 36 ruas dedicadas a cada ofício e que até a linha de comboio atravessa mesmo colada aos edifícios, deslocando-nos até ao templo da literatura. Na verdade esta era a primeira e mais antiga universidade do Vietname que por ser fundada e regida pelos princípios de Confúcio, passou a ser designada por templo dedicado a este.

Podemos ainda experimentar o café com ovo e o sua da que é composto por leite condensado e café vietnamita com gelo, uma bomba deliciosa.
Se houver tempo passeamos ainda pela ópera e o bairro envolvente com os seus imponentes edifícios governamentais e onde podemos comer um belo gelado (kem) de coco e baunilha.
Segue-se o jantar e as ruas com a cerveja mais barata do mundo.

Alojamento: HotelRefeições: X
Conforto: Dificuldade:

Dia 3 Bai Tu Long Bay

Após o pequeno-almoço, o transfere apanha-nos no hotel e leva-nos à embarcação tradicional que nos irá transportar na baía.
O programa inclui várias atividades que nos permitem sentir e vivenciar a baía e a noite será passada a bordo com direito a gastronomia local.

A Baía de Bai Tu Long ocupa três quartos do património mundial da Baía de Halong, bem como muitas ilhas em Van Don, no distrito de Cam Pha. Viajar para a Baía de Bai Tu Long está fora dos roteiros mais conhecidos e promete oferecer muitas experiências únicas, longe dos locais turísticos e com toda a atmosfera de Halong.

Alojamento: EmbarcaçãoRefeições: Pequeno-almoço, Almoço, Jantar
Conforto: Dificuldade:

Dia 4 Bai Tu Long Bay - Hanói

Esta manhã nada como despertar cedinho e aproveitar o nascer do sol dentro da baía, seguido de um pequeno-almoço rico em energia e variedade.
Navegamos então um pouco ao longo da baía após o que nos despedimos da tripulação e, com esta sensação de leveza, desembarcamos em e apanhamos o transfere de volta a Hanói. Aqui espera-nos um jantar tranquilo, um espetáculo único e tradicional de marionetas de água e um passeio ao redor do lago Hoam Kiem com as suas luzes e adeptos de atividades desportistas de final de dia (sim os vietnamitas aproveitam cada espacinho para dançar, jogar badminton ou outros desportos como a peteca).

O «night market» está mesmo ao alcance e os bares e vida noturna para os mais intrépidos também.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 5 Dia livre Hanói - Comboio noturno para Danang

Após tomar o pequeno-almoço despedimo-nos da cidade de Hanói passeando em direção ao west lake onde o pagode mais antigo de Hanói nos aguarda mas, antes, temos tempo para ir ainda visitar o pagode de um pilar e passar ao pé do mausoléu de Ho Chi Minh.

É hora de descansarmos as pernas e experimentarmos outro sorvete tradicional de baunilha (kem), seguindo depois para o restaurante favorito do tour leader para saborearmos um almoço de Bun Cha tradicional.

Depois deste almoço like a local, nada como um café com ovo numa das familiares casas de café de Hanói e uma curta viagem para o hotel onde a tarde é livre ou poderá acompanhar o tour leader.

O dia só fica completo com um jantar de rua e a única e mais barata cerveja do mundo, a Bia Hói, cerveja de pressão artesanal que só se encontra nesta cidade e nos aconchega para a viagem de comboio que teremos até Da Nang.

Alojamento: ComboioRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 6 Hoi An

Localizada na foz do rio Thu Bon, Hoi An é uma cidade portuária que prosperou devido à sua posição estratégica, servindo de entreposto para a venda de especiarias e sedas. Famosa desde o século 1 d.C., em que era considerada o maior porto do sudoeste asiático, até ao século 19 conheceu diferentes culturas e estilos de vida, devido aos povos asiáticos e europeus que lá residiam e legaram uma dimensão multicultural e arquitetónica únicas à cidade.
É aqui que chegamos depois de uma noite bem dormida e de um transfere de 45 minutos desde Da Nang, onde o comboio nos deixa.

Após a chegada, fazemos o check-in no hotel e damos um passeio pela cidade onde visitamos a sala municipal da congregação chinesa de Fujian, a ponte japonesa e a casa Ky Tan enquanto deambulamos pelas ruas rodeadas de edifícios maravilhosos que se estendem ao longo do rio e estão cobertas de lanternas que conferem uma atmosfera única à cidade.

O almoço é no mercado central onde o renovado espaço oferece das melhores refeições populares da cidade como o cao lau e os wontons.

O resto do dia é dedicado a deambular pela cidade e para quem quiser, exploraremos os arrozais que a envolvem entrando em contacto com a vida e o dia-a-dia dos vietnamitas que seguem a sua vida como sempre a viveram, dedicada à pesca, agricultura e outros ofícios.

À noite visitamos uma casa de chá e podemos beber uma infusão muito local (sem álcool), ali criada e que nos será servida com o maior gosto, acompanhado de um delicioso banh mi, cao lau, white rose ou outro prato local.

A atmosfera da cidade faz a magia acontecer nas margens do rio Thu Bon, e, com ela, a sensação de mais uma noite de férias.

Alojamento: HotelRefeições: X
Conforto: Dificuldade:

Dia 7 Hoi An

Hoje continuamos o relaxamento em Hoi An, com uma passagem pela praia (depende da época do ano, normalmente na tour de agosto que fazemos praia neste dia) e os arrozais à volta da cidade.

Ainda aproveitamos algum tempo livre para deambular pelas ruas vestidas de cores e iluminadas pelos candeeiros, tão tradicionais deste lado do mundo.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 8 Voo Danang - Ho Chi Min, exploração da cidade

Depois deste tempo relaxado em Hoi An, partimos rumo a Da Nang, e voamos até Ho Chi Minh onde após aterrar seguimos até ao hotel para deixar as malas e seguimos a explorar a cidade.

Ho Chi Minh City, antiga Saigão imortalizada em filmes como «Good Morning, Vietnam» com Robin Williams, é hoje uma excitante cidade do sudoeste asiático onde o frenesim das motas, os arranha-céus e prédios de arquitetura moderna substituem as tradicionais casas de arquitectura franco colonial.

Ainda assim podemos aproveitar a energia vibrante da cidade e caminhar pelo antigo distrito colonial com a estação central de correios, de onde pode enviar um postal para casa a dar notícias da viagem; a catedral Notre Dame, totalmente «importada» de França; verificar o esplendor da Maison de ville; o edifício da ópera datado do início do século XX e as ruas, avenidas e ruelas com os seus edifícios de traça clássica e interiores repletos de lojas, hotéis e restaurantes luxuosos a par dos truques de magia ou cantorias protagonizadas por alguns jovens sob o olhar atento de Ho Chi Minh no mais recente passeio pedonal da cidade que termina no rio.

Dizemos então «good night» Ho Chi Minh e Tam biet Vietname, pois no dia seguinte rumamos ao Camboja e à sua capital, Phnom Penh.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 9 Autocarro para Phnom Penh (Camboja)

Hoje é dia de viagem por terra e cruzar fronteiras. Partimos do Vietname para o Camboja numa viagem de cerca de 7 horas já com o tempo de cruzamento da fronteira e paragens para refeições.

O Camboja é hoje um país ainda a recuperar do trauma dos Khmer rouges e apesar de a população estar a aumentar ainda são muitos os problemas estruturais que se verificam. A corrupção crassa e a educação ainda está a dar os primeiros passos, existindo muitos problemas sociais que vão sendo atendidos em função das possibilidades.
O turismo no país centra-se em Siem Reap com os templos no parque de Angkor, mas existe mais vida e mais coisas para fazer noutros locais, nomeadamente a capital onde paramos.

Chegamos a Phnom Penh, a capital do país que foi das cidades que mais sofreu durante o brutal regime Khmer ao ter a sua população drasticamente reduzida em cerca de 80 a 90 por cento com a chegada ao poder dos Khmer rouge e a implementação do brutal regime de Pol Pot.

Após chegarmos vamos até ao hotel e em função do tempo disponível passeamos pela cidade caminhando ao longo do rio e aproveitando a sua atmosfera e observando as diferenças entre o povo vietnamita e o cambojano.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 10 Phnom Penh

Estendida ao longo do rio Mekong esta cidade começou a crescer e desenvolver-se depois da queda do pico do império khmer no século 13. Desde então foi-se assumindo como a capital do país que encolheu drasticamente depois dos séculos em que ditou o ritmo da vida da península.

Se na Europa temos campos de concentração em particular o de Auschwitz, aqui nesta cidade encontra-se uma antiga escola secundária convertida em prisão e centro de tortura pelos Khmers. Relembramos o mesmo sentimento e memórias da longínqua Polónia, pois nesta escola está instalado o museu do genocídio Tuol Sleng, onde poderemos perceber um pouco mais sobre o flagelo que se abateu sobre o Camboja durante os anos de governo dos khmers rouge.

Teremos ainda tempo para espairecer e deambular pelas ruas da cidade, aceitar o que o regime lhe fez e perceber assim melhor os seus habitantes. Depois uma visita ao palácio real com a pagode de prata e o seu Buda esmeralda pode ajudar a que eventos como estes não se voltem a passar.

À noite jantaremos e podermos assistir a um tradicional combate de «kickbox Khmer».

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 11 Ida para Siem Reap

Se houver condições vamos de barco, se não vamos num transporte privado.

Siem Reap é a entrada para o complexo de templos de Angkor datado do século 12. O templo de Angkor Wat é provavelmente o mais conhecido e o mais emblemático de todos, todavia há muitos segredos que iremos desvendar.
Em Siem Reap estabelecemos a base para explorar calmamente os templos no parque de Angkor e o coração desta cidade.

Após desembarcar dirigimo-nos ao hotel para fazer o check-in, descansar um pouco e caminhar pelo mercado antigo e as rua à volta do «old market» para nos localizarmos na cidade.

Quem quiser pode experimentar uma massagem e à noite aguarda-nos um merecido jantar, acompanhado de algumas danças sobre o dia-a-dia nas aldeias Khmers e a Apsara, a ancestral dança Khmer.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 12 Templos de Angkor Wat

Despertamos de manhã e embarcamos numa viagem ao glorioso passado Khmer ao explorar a cidade e os templos de origem hindu, e que, com o passar do tempo, foram convertidos e adaptados ou construídos de raiz com os preceitos budistas.

Assim iremos visitar e aprender sobre as histórias mitológicas e védicas hindus gravadas nas paredes de Angkor Wat; gigantes caras esculpidas e relevos com o respetivo simbolismo no templo de Bayon, coração de Angkor Thom, a cidade do rei Jayavarman VI; o terraço do rei leproso ou de Yama o deus da morte; o terraço de onde o rei via os desfiles militares.

Podemos ainda visitar alguns dos portões da cidade de Angkor Thom onde ao passar nas suas pontes de acesso, somos rodeados das estátuas de demónios e deuses que seguram Vasuki, a naga, que agitaram o monte Meru e assim obter o elixir da vida eterna; árvores centenárias que se enraizaram nas paredes de Ta Phrom e a calmaria do templo Ta Nei que permanece isolado e assim protegido das multidões no seu exílio no meio da floresta.

Há ainda tempo ao longo do dia para mais um ou outro templo, o pôr do sol e, quando o dia terminar e o parque fechar, o regresso ao hotel para nos refrescarmos na piscina antes do jantar.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 13 Templos de Angkor Wat

Hoje o dia começa bem cedinho para vermos o incrível e único nascer do sol em Angkor Wat e aproveitar o facto de não existirem multidões para nos dedicarmos a explorar o templo mausoléu de Suryavarman II, com as suas histórias ao longo dos magníficos e detalhados relevos.

Analisamos os interessantes baixos relevos com as batalhas entre Pandavas e Kauravas, o agitar do oceano de leite, e outras até chegarmos à câmara dos mil budas de onde acedemos ao quincux interior que simboliza os 5 picos do mitológico monte Meru.
Aqui podemos ascender ao topo e contemplar uma vista magnífica até onde o olhar se estende.

Da parte da tarde almoçamos a caminho de Kbal Spean onde após uma caminhada pela selva e, assim, já envolvidos pela natureza nos deixamos maravilhar pelos relevos na pedra de Shiva, Brahma e Vishnu que nos aguardam para brindar com as suas bênçãos que escorrem ao longo das 1000 línguas que o rio continuamente erode ao longo dos séculos.

Passamos ainda no templo de Banteay Srei, também conhecido como a cidadela das mulheres, devido à sua cor rosada e detalhes únicos das esculturas, e que as suas reduzidas dimensões fazem sobressair, transformando-o num dos templos mais bem preservados e característicos do parque. Um templo a não perder e cujas características e história desvendaremos juntos.

À noite quem quiser pode experimentar uma fusão da cozinha cambojana com a francesa numa mistura de insetos preparados com alguns dos preceitos e europeus. Uma fusão única de sabores e uma experiência inesquecível para quebrar a dieta como um local.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 14 Voo Siem Reap - Luang Prabang

Em função da hora do voo para Luang Prabang pode ainda haver tempo para umas compras finais em Siem Reap ou para visitarmos o museu de Siem Reap, onde apreciaremos o espólio recolhido nos templos e sintetizar a história e conhecimentos apreendidos nos dois últimos dias.

Despedimo-nos do Camboja com uma viagem até ao aeroporto de onde voamos para Luang Prabang, no norte do Laos.
Luang Prabang é uma cidade ancestral no coração da selva onde o rio Mekong e o rio Nam Khan se juntam. Esta cidade pequena é um dos locais mais emblemáticos do Laos pois além de ter sido uma antiga capital, era ponto importante de passagem do comércio no rio Mekong. Hoje em dia destaca-se pelo seu centro que é património cultural da UNESCO, o palácio real e os inúmeros templos budistas dos quais Wat Xieng Thong se destaca.

Após aterrarmos, dirigimo-nos ao hotel para fazer o check-in e aproveitamos para visitar o parque Kuang Si, onde primeiro almoçamos e depois nos aventuramos pela selva a descobrir quedas de água, piscinas naturais onde se pode nadar, borboletas, ver e ler sobre os ursos pretos resgatados e protegidos.
O tráfico de animais exóticos, plantas e madeiras é um dos problemas que mais assola o Laos e este tema está aqui bem elucidado através dos textos e imagens disponíveis e explicativas da fauna e flora deste país.

Ao entardecer regressamos a Luang Prabang onde jantamos no mercado local e quem quiser visita o «night market» para ver ou regatear um souvenir típico.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 15 Luang Prabang

Após o pequeno-almoço, um tuk-tuk transporta-nos ao barco com o qual subimos o rio Mekong. Durante cerca de 3 horas, num passeio relaxante, podemos observar como flui a vida ao longo do rio.

O destino são as duas grutas Pak Ou (que significa a boca do rio Ou por ficarem onde o rio Mekong e o rio Ou se juntam) onde milhares de Budas em madeira nos esperam.
Temos ainda tempo para visitar uma aldeia mais tradicional pelo caminho e experimentar o famoso vinho de arroz do Laos ou a sua típica aguardente de arroz.

Depois do almoço regressamos a Luang Prabang também de barco e podemos aproveitar a viagem para dormitar ou simplesmente deixar as montanhas circundantes, o barulho da água e a vegetação e vida envolvente invadir os nossos sentidos.

Chegamos à cidade a tempo de visitar o templo Wat Xieng Thong, um dos mais antigos e pitorescos da cidade, e caminhar pelas ruas tradicionais de traço francês misturado com elementos do Laos.
O dia culmina com a conquista do monte Phousi.

O final da tarde é livre e o jantar acontece à beira rio e após atravessar uma das tradicionais e ancestrais pontes de bambu que ligam ainda hoje as margens dos rios por todo o Laos.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 16 Segundo dia em Luang Prabang

O Laos é sinónimo de calma e amizade. É um dos países favoritos do tour líder e hoje é o dia é livre para aproveitar e explorar o porquê de ser assim.

Pode descansar no hotel, fazer massagens, parar em alguma loja que se dedica à produção de têxteis de alta qualidade que quando comprados auxiliam as mulheres locais, ir à piscina ou participar nalgumas iniciativas de carácter social.

A Papa-Léguas empenhada no desenvolvimento do turismo de forma sustentável e responsável, tenta auxiliar direta ou indiretamente projetos de solidariedade social, nos locais onde se desloca e há espaço neste dia para participar em atividades com gentes locais e assim ver e sentir como é a vida no Laos em primeira mão.

Desde fazer uma «cooking class» numa aldeia e casa local ou criar utensílios com artesãos nos seus locais de trabalho, até visitar escolas, pode encontrar com a ajuda da instituição local nossa parceira e o tour líder, uma família, instituição ou pessoa com quem passar umas horas a partilhar e conhecer uma cultura ancestral e seguramente diferente da nossa.
É uma pequena forma de mudar o nosso mundo e o mundo à nossa volta aprendendo e partilhando numa simbiose e oportunidade únicas de viver a viagem de uma forma diferente e sustentável.

Alojamento: HotelRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 17 Voo Luang Prabang (Laos) - cidade de origem

A manhã de hoje é livre, podendo aproveitar para descansar da parte da manhã no hotel, relaxar com uma massagem ou realizar uma investida final nalgum dos mercados locais.
De acordo com a hora do voo, partiremos em direcção ao aeroporto para iniciar a viagem de regresso a casa.

Alojamento: XRefeições: Pequeno-almoço
Conforto: Dificuldade:

Dia 18 Chegada à cidade de origem

Chegada à cidade de origem. Para trás ficaram aventuras e seguramente muitas histórias para contar.

Alojamento: XRefeições: X
Conforto: Dificuldade:

FAQs

Esta viagem é para mim?

Esta viagem é feita para quem se quer apaixonar pelo sudoeste asiático. Desde o Vietnam até ao Laos, percorreremos as estradas do antigo império khmer e dos povos que habitaram aquelas terras e que ainda hoje têm a sua descendência a ocupar esses mesmos locais. Iremos cruzar e navegar no grande rio Mekong, sentir a vibração de Hanói, e a tranquilidade do Laos.

Quem será o guia desta viagem?

O líder desta viagem é o Nuno Cruz que conta com várias visitas pessoais e tours lideradas ao Irão e colabora com a Papa-Léguas desde 2015 liderando também viagens para outros destinos: Índia, Indonésia, Irão, e Báltico (Lituânia, Estónia, Letónia e Finlândia).

Em que tipo de alojamentos fico nesta viagem?

O alojamento é feito em quartos duplos (cama matrimonial para as pessoas que assim solicitem) ou twin (duas camas individuais). Dormiremos também uma noite a bordo de um barco onde visitaremos a baía de Bai Tu Long, em Halong. Todos os quartos fornecem toalhas, roupa de cama e têm casa de banho privativa mesmo no barco. Teremos ainda uma viagem noturna num comboio confortável com a dormida numa cabine com quatro couchettes em que são fornecidos os lençóis e cobertas.

Que tipo de transportes usamos nesta viagem?

Nesta viagem utilizaremos transportes privados para efetuar a maior parte das deslocações mas também o comboio e o barco para a baía de Bai Tu/Halong e um barco rápido no Laos e outro no Cambodja (depende da tour em que for pois numa época do ano o rio não tem caudal suficiente para este barco operar). Por fim recorreremos a veículos auto-rickeshaw nos templos de Angkor Wat.

Os transferes de chegada e partida estão incluídos?

Sim, os transferes de chegada e partida estão incluídos e são combinados entre o líder da viagem com os participantes antes da chegada ao destino ou antes da partida de regresso. Nesta viagem existe o voo de grupo, ou seja, existe uma hora especifica para a chegada e os transferes serão de acordo com a chegada desse voo. Quem optar por comprar voos diferentes, terá de estar no aeroporto à mesa hora para usufruir dos transferes.

A Papa-Léguas trata dos voos?

A Papa-Léguas envia-te uma proposta de voos. Depois de receberes a simulação dos voos, podes optar por comprar à Papa-Léguas, noutra agência ou online.

Onde me encontro com o grupo?

O encontro do grupo poderá ser no aeroporto se os viajantes coincidirem na mesma cidade de saída e tiverem voos idênticos ou no aeroporto à chegada a Hanoi.

Se me inscrever sozinho/a, tenho que pagar suplemento individual?

Não necessariamente. Se não fizer questão de ficar sozinho/a nos alojamentos, poderá partilha-los com outra pessoa inscrita. A Papa-Léguas poderá agrupar aos pares, por sexo e por ordem cronológica de inscrição, os viajantes que se inscreverem individualmente para a mesma viagem e, se o número de participantes for ímpar, o que ficar isolado deverá pagar o suplemento individual respetivo.

Posso beber água da torneira nos países visitados?

Não é de todo recomendado beber água da torneira.

Quanto dinheiro devo levar para os meus gastos pessoais?

Para esta viagem recomenda-se levar 93 dólares americanos para pagamento dos vistos de entrada no Cambodja e no Laos e também entre 150 a 200 Eur e cerca de 50 a 100 dólares americanos para refeições e transportes não incluídos. Tem em linha de conta que todo o dinheiro que levares convém ser em notas de 20 euros/dólares e superiores porque o câmbio é melhor que para estas notas que para as de 5 ou 10 euros/dólares. Todos os dólares que levar têm de estar sem cortes ou rasgões visíveis e ser de uma data posterior ao ano 2013 sob pena de não serem aceites localmente para câmbio ou pagamentos. No Cambodja é mais fácil efetuar pagamentos em dólares e no Laos e no Vietname podemos trocar os euros para as respetivas moedas locais à chegada com o líder. Funcionam também os cartões de crédito e débito a par de outros como o Revolut e o N26.

No programa terra, está incluído um seguro?

Sim, está incluído. A exceção é para viajantes que não partam de solo nacional, sejam ou não titulares de nacionalidade portuguesa. O seguro incluído não cobre covid mas pode acionar um seguro opcional sugerido pela Papa-Léguas que cobre covid. Para obteres mais informações sobre as apólices disponíveis, consulta a nossa página sobre seguros de viagem

Que documentação é necessária para fazer esta viagem?

Para esta viagem necessita de levar um passaporte com uma validade mínima de seis meses após a data de saída do ultimo país visitado e com duas páginas em branco. O visto de entrada no Vietname no passaporte. Os outros dois vistos serão feitos à entrada de cada país. Necessita de levar quatro fotografias formato passaporte para estes vistos.

Que equipamento é imprescindível para fazer esta viagem?

Para esta viagem recomenda-se levar guarda-chuva que serve para o sol e para a chuva que possa eventualmente ocorrer. No mês de agosto recomenda-se levar fato-de-banho pois poderemos desfrutar mais da praia em Hoi An. Os óculos de sol, repelente de mosquitos com DEETC superior a 5, protetor solar e chapéu de sol são também recomendados além de um impermeável. Teremos uma caminhada leve para a qual se recomendam sapatos confortáveis. Cantil para levares água contigo é altamente recomendado.

Quais as restrições sanitárias para entrar no país?

Para que tenham estado há menos de 6 meses em algum país da América do sul devem ter comprovativo da vacina contra a febre amarela. Recomenda-se ter em dia as vacinas do tétano e das hepatites. Nestes países há ocorrências de dengue e malária no interior e nas selvas. Andaremos perto destas selvas pelo que não tendo ocorrido até hoje e não havendo relatos de contágio com dengue e malária recomendamos precaução e, assim, a utilização de roupa leve e confortável de mangas compridas e calças longas especialmente na altura do nascer e do pôr do sol que é quando os mosquitos atacam mais. Durante o resto do dia poderá andar à vontade.

Há ligação à internet ou wifi durante toda a viagem?

Terá ligação wifi na maioria dos hotéis desta viagem. Caso queira ter wifi quando estiver fora dos hotéis, aconselhamos que compre um cartão local com dados móveis.

Porque esta é uma viagem EXPLORER?

As viagens EXPLORER são destinadas a um conjunto de viajantes intrépidos, de mente aberta e espírito jovem! Usaremos hotéis simples e que reflitam a essência da região onde se inserem. Viajaremos frequentemente em transportes públicos, de forma a promover um contacto mais próximo com as populações que estamos a visitar. O foco está na experiencia única e nas histórias que vais carregar na mochila para o resto da vida. Podes dizer a todos os teus amigos que estão dispostos a sacrificar algum do conforto habitual em troca de uma experiencia mais condizente com o local que estão a visitar que estas viagens também são para eles.

10 avaliações de À descoberta do Sudeste Asiático com Nuno Cruz

10 Avaliações
Ordenar por: Avaliação Data

Jose A.

Foi um momento muito bem passado, cheio de alegria e partilha. Apesar do cansaço valeu a pena pelo conhecimento e oportunidade de termos mais mundo dentro de nos O Nuno foi um guia cheio de vontade e alegria, conseguindo estar no nosso grupo como se já fizesse parte do mesmo

Maria J.

Esta viagem foi maravilhosa, cansativa, surpreendente, fantástica, inesquecível. "Aquele que retorna de uma viagem não é o mesmo que partiu" Proverbio chines

TERESA B.

Gostei muito do conceito seguido pelo "Pápa- Léguas". o espirito de aventura está presente e um forte espirito de ajuda das comunidades locais também.

Madalena P.

Foi uma Viagem excelente e o facto de viajarmos com um guia facilitou muito toda a logística e marcação de refeições e programas locais. O meu único comentário é haver duas gamas de hotéis para permitir optar entre hotéis mais caros mas com outras comodidades.

Olga S.

A descoberta da Indochina foi, sem dúvida, uma viagem de vida! Correspondeu, inteiramente, às minhas melhores expetativas, pelo desafio constante com que me deparei: a descoberta do diferente, a surpresa do imprevisto, as nuances culturais e religiosas, os sabores e cheiros intensos, a palete de cores revelada na natureza prodigiosa, nos templos, nos mercados... e ainda, o "caos organizado" presente no quotidiano de povos que se orgulham de manter as suas tradições milenares. Reconheço que não me senti uma mera "turista", mas alguém que se embrenhou nesse mesmo quotidiano, vivenciando realidades próximas dos locais. Para tornar esta experiência ainda mais gratificante tive o privilégio de conviver com um grupo fenomenal de companheiros de viagem, bem como com a liderança do tour líder Nuno Cruz, que foi inexcedível em termos profissionais e pessoais, pelo conhecimento que detém da realidade destas culturas, disponibilidade e sempre boa disposição! Nota MÁXIMA!!!

Carlos M.

Viagem à descoberta da Indochina a qual me permitiu conhecer e sentir o "viver" de culturas tão diferentes. Experiência inesquecível!

Cláudia F.

A viagem foi extraordinária. Os locais onde estivemos, as experiencias que vivemos foram absolutamente maravilhosas. O Guia tem claramente um enorme conhecimento dos locais que visitámos o que nos permitiu viver e sentir as cidades por onde passámos. Não foi de todo uma viagem turística, com check points, mas antes uma viagem com alma em que o contacto com as comunidades e vivencias locais foram o ponto essencial. As cores, os cheiros, o caos, trago-os todos marcados no meu coração. Estas são as experiencias que nos obrigam a sentir que vivemos num mundo tao grande, com tantas diferenças culturais, e no qual temos uma enorme responsabilidade de sustentabilidade. Recomendo fortemente a experiencia a todos!

Sónia S.

Viagem absolutamente memorável como primeira incursão na Indochina. Tour leader inexcedível, sempre cuidadoso e atento, irreverente e entusiasta, que nos facultou uma abordagem descomplexada, divertida e completa dos locais visitados e das pessoas.

Sara S.

Adorei a experiência, o grupo e o Tour Leader Nuno. Foram dias maravilhosos de descoberta de sabores e de uma cultura para mim desconhecida.

Milene M.

Gostei desta viagem, das pessoas que conheci e das experiencias que foram proporcionadas (gastronomia, contactos culturais, passei arrozais, caminhadas, etc. Agradeço a oportunidade de poder viajar de uma forma bastante organizada. O guia teve uma participação bastante animada e responsável, respondeu sempre de acordo com o que foi solicitado e esperado.

GDPR